segunda-feira, 27 de novembro de 2017

PRÊMIO ARI DE 2016 TEM RECORDE NO NÚMERO DE INSCRIÇÕES: 408



Luiz Adoldo Lino de Souza, presidente da ARI
A 59ª edição do Prêmio ARI de Jornalismo teve suas inscrições encerradas neste domingo, 26, registrando recorde de submissões em relação ao ano passado. Ao todo, foram 408 trabalhos - sendo 50 apenas de universitários -, contra 370, em 2016. Ao Coletiva.net, o presidente de Associação Riograndense de Imprensa (ARI), Luiz Adolfo Lino de Souza, comemorou, satisfeito, o resultado. "É a prova de que estamos com uma boa produção jornalística, apesar do período difícil que vivem as redações."
O jornalista explicou que, neste ano, a premiação contará com uma renovação no corpo de jurados, oportunizando a participação de novos colegas na escolha dos vencedores. Para tanto, os avaliadores terão duas reuniões: uma nesta quarta-feira, 29, e outra em 12 de dezembro, na sede da ARI.
As mais de 400 submissões serão validadas até amanhã, 28, conforme afirmou Lino. Os trabalhos estão concorrendo em 14 categorias - Charge, Jornalismo universitário, Reportagem cultural, Webjornalismo, Mídia impressa, Radiojornalismo e Telejornalismo. Cada uma destas modalidades, com exceção das três primeiras, possui subcategorias.
A cerimônia de entrega dos troféus está prevista para 19 de dezembro, às 10h, no auditório do Ministério Público (Praça Marechal Deodoro), em Porto Alegre.

Nenhum comentário: