quinta-feira, 2 de julho de 2015

FALANDO SÉRIO

     Tenho sempre em mente que "rir é o melhor remédio". Isso é desculpa para as bobagens que ponho aqui, algumas sem graça (para alguns, todas). É que o mundo está tão tristemente tomado pela imbecilidade que precisamos rir, rir bastante. Ultimamente tenho falado muito sério. É que essa gente que governa tem me tirado do sério. Ou melhor, tem me tirado do riso. 
Em vez de pensar em uma piada pra contar, me vêm à mente coisas sérias. Seriíssimas. Refl
eti hoje, por exemplo que o grande responsável pelo estado atual das coisas é o egoísmo que toma conta do ser humano. Que obviedade, dirão alguns. Aí eu imaginei que, lá atrás, quando a Declaração Universal dos Direitos do Homem foi criada, deveriam ter pensado mesmo era em uma Declaração Universal dos Deveres do Homem e da Mulher.
     Se todo mundo se esforçasse em cumprir seus deveres, não haveria a necessidade de se preocupar com os direitos. Se ninguém escravizasse ninguém, não explorasse ninguém, não se preocupasse em levar vantagens indevidas, nada do que nos queixamos aconteceria. Porque nós somos os outros dos outros Para isso, não poderia preponderar o egoísmo, a causa de todos os males do ser humano. 
     Desconfio de quem acredita em ditados como "Esse cara é muito certinho", "Os incomodados que se mudem" e "Querer é poder", "Dos males, o menor".
Eu tinha mais coisas pra dizer, mas fico por aqui para não tornar longo demais este texto e para não me entristecer ainda mais a minha alma. Saio em busca de uma piada, de algo engraçado porque rir é mesmo o melhor remédio para o que não se consegue remediar.

Nenhum comentário: