sábado, 8 de dezembro de 2012

MUDANÇAS NO BAIRRO MEDIANEIRA

Ao fundo, o Estádio Olímpico, que dará lugar a um conjunto comercial
Morador das proximidades do Estádio Olímpico, já vendido dentro da transação que permitiu a construção da Arena, no Parque Humaitá, acompanho com interesse as obras que estão sendo realizadas na área do Bairro Medianeira. Além do novo empreendimento que será erguido no local, após a implosão do Olímpico, modificações de trânsito na área também serão significativas com a criação de um novo complexo viário que utilizará a Rua Gastão Mazeron, estendendo-se até a Vila Cruzeiro do Sul para se encontrar com duplicação da Avenida Tronco. Será uma radial que começará na Avenida Icaraí, próximo ao Hipódromo e ao Barrashopping e seguirá, passando pela Gastão Mazeron e indo até a Terceira Perimetral, na Avenida Teresópolis. As obras fazem parte de um plano de organização do trânsito para enfrentar o movimento de surgirá com a realização da Copa de 2014, que tem Porto Alegre como uma das cidades-sede.



Iniciada parte da canalização do arroio. Ao fundo, o Centro de Umbanda
Neste sábado (8), observei as obras que já estão sendo feitas na Rua Gastão Mazeron, que é uma continuação da Avenida Erico Verissimo, também conhecida como Cascatinha, a partir da rótula do Papa. Essa rua passa pelos fundos do Estádio Olímpico. Por enquanto, a Mazeron é uma rua sem saída, mas deverá ser alargada e se estender até a Avenida Cruzeiro. Na parte em que ainda é sem saída, já estão sendo realizadas obras (veja fotos) para a canalização de esgotos pluviais que, até então, eram a céu aberto. Desapropriações de residências já estão ocorrendo para permitir a abertura da rua.O curioso é que bem nesse local está o Centro de Umbanda Reino de Oxalá, do pai Cleon. Coincidência ou ajuda dos orixás, o certo é que o centro não precisará deixar o local. Uma parte de sua edificação, porém, terá de dar lugar à continuação da Rua Gastão Mazeron, mas a instituição vai continuar ali, no terreno que se estende até a Rua Mariano de Matos.
Árvore foi marcada para ser retirada do local
 Outra curiosidade são as marcações das árvores que deverão ser removidas para permitir o alargamento da via. Inscrições em vermelhos indicam quais deverão ser retiradas do local para permitir a realização das obras.


Crianças se divertem com as manilhas que serão enterradas

Um comentário:

vidacuriosa disse...

Até a data de hoje, as obras ainda permanecem longe de serem finalizadas. Apenas para atualizar a informação sobre as árvores, houve uma mudança de planos e quase todas que havia no local serão mantidas inclusive aquelas que estavam marcadas com tinta vermelha e já não mais o estão.