sábado, 14 de maio de 2011

A ORIGEM DOS NOMES DOS MAIS IMPORTANTES CLUBES DE FUTEBOL DO BRASIL

(Atualizado em 20/4/2014
Esta postagem é para quem, como o editor deste blog, gosta de futebol e tem curiosidade sobre a origem das palavras, das expressões e dos nomes. Você sabe por que o Botafogo do Rio tem esse nome. E o Flamengo? E o Internacional? E o Corínthians? Durante mais de um mês, fui à luta para descobrir. Relacionei quatro times do Rio, quatro de São Paulo, dois do Recife, dois da Bahia, dois de Belo Horizonte, dois do Paraná, dois de Santa Catarina e três do Rio Grande do Sul. Do meu estado natal, escolhi Inter, Grêmio e o Guarany de Bagé.

Antes que você discorde da escolha do Guarany, que não é assim tão conhecido nacionalmente e que amarga a 2ª divisão do campeonato gaúcho, eu tenho um argumento técnico e outro sentimental. Depois da dupla Gre-Nal, é o Guarany quem tem o maior número de campeonatos estaduais (dois). Outros times têm um campeonato. O argumento pessoal é que o Guarany é o meu time do coração. Se você gostaria de ver a origem do nome do seu clube, deixe um comentário, que certamente irei atrás.
Boa leitura.

RIO DE JANEIRO

   Fluminense Football Club
   O primeiro clube de futebol do Rio foi fundado em 21 de julho de 1902 em uma reunião realizada na Rua Marquês de Abrantes, 51, no Bairro do Flamengo. Foi criado por Oscar Cox, seu primeiro presidente, e mais 19 companheiros. A ideia era batizar a agremiação de Rio Foot Ball Club, mas o nome já era usado por um time pertencente a um clube de natação e regatas. Foi escolhido então o termo fluminense, que significa pessoa nascida no Estado do Rio de Janeiro. A primeira camisa teve as cores cinza e branco. Em 1904, foi trocada para tricolor (grená, branco e verde) porque era difícil encontrar tecidos na cor cinza. O hino popular foi composto por Lamartine Babo (letra) e o maestro Lírio Pannicalli (música), na década de 40. O hino oficial foi criado em 1915 por Antônio Cardoso de Menezes Filho.
   Outra curiosidade é o apelido de Pó de Arroz. Conforme fontes ligadas ao clube, durante um jogo entre Fluminense e América, em 13 de maio de 1914, o atleta Carlos Alberto Fonseca, jogou contra seu ex-clube América. Por ser mulato, ele costumava empoar-se para se disfarçar e foi recebido pela torcida americana aos gritos de "pó de arroz". Originado na torcida do América, o apelido generalizou-se e até hoje é dado amistosamente a todos que torcem pelo Fluminense.
Origem do nome fluminense: Flumen, em latim, significa rio. Ense é terminação de procedência, significando que o clube é do Rio. Vários times utilizam esse tipo de termo para homenagear seu locais de origem como Grêmio Porto-Alegrense, Atlético Paranaense, Brasiliense, Figueirense e outros.
Títulos
Internacionais: Copa Rio Internacional (1952)
Nacionais: Campeonato Brasileiro (1970, 1984 e 2010 e 2012), Campeão da Copa do Brasil (2007) Campeonato Brasileiro Série C (2007)
Estaduais: Campeonato Carioca (31) O mais recente em 2012
Ídolo: o goleiro Castilho
                                
           
            


 Botafogo de Futebol e Regatas

    O Botafogo também começou como clube de regatas em 1894. As cores eram branco e preto com um símbolo da Estrela Solitária. O nome derivou do bairro onde nasceu e da enseada em que os barcos competiam. Em 1904, no Largo dos Leões, no outro lado do bairro, um grupo de adolescentes criou o clube de futebol Botafogo. Foi durante uma aula do colégio Alfredo Gomes, que Flávio Ramos, então com 15 anos, passou um bilhete ao seu colega Emmanuel Sodré convidando-o a fundar um clube de futebol. No dia 12 de agosto de 1904, em um chalé da Rua Conselheiro Gonzaga, pertencente à avó materna de Flávio, Francisca Teixeira de Oliveira, a dona Chiquitota, eles fundaram o clube. Quando ela perguntou qual seria o nome da agremiação e ouviu como resposta Eletroclub, emendou: "Morando onde moram, o clube de vocês só pode se chamar Botafogo". Ele ganhou o apelido de Glorioso. As cores em preto e branco eram homenagem ao Juventus da Itália. Em 8 de dezembro de 1842, no intervalo de uma partida de basquete entre o Estrela Solitária e o Glorioso, um jogador do futebol, Albano, morreu de ataque cardíaco. A partir dali, surgiu a fusão dos dois clubes, que passou a se chamar Botafogo de Futebol e Regatas. Fundadores: Álvaro Werneck, Arthur Cesar de Andrade, Augusto Paranhos Fontenele, Basílio Viana Junior, Carlos Bastos Neto, Emanuel de Almeida Sodré, Eurico Viveiros de Castro, Flávio da Silva Ramos, Jacques Raimundo Ferreira da Silva, Lourival Costa, Octávio Werneck, Vicente Licínio Cardoso.
   Origem do nome Botafogo: no século XVI, Portugal havia construído o maior navio de guerra da Europa, batizado de São João Batista que, por seu poder de artilharia e conquistas, foi apelidado de Botafogo. O fidalgo português João Pereira de Souza, natural de Elvas, famoso oficial de artilharia, comandante do navio, ganhou esse apelido e incorporou-o ao nome. Como recompensa em sua luta contra franceses e tamoios, ganhou, da Coroa Portuguesa, terras que iam do Rio Carioca, hoje praia do Flamengo, contornando o Morro da Viúva, até a praia adiante, que ficou conhecida como "do Botafogo".
Títulos:
Mundiais: campeão da Comebol (1993)
Nacionais: Campeonato Brasileiro (1968 e 1995)
Estaduais: Campeonato Carioca (20) Título mais recente em 2013
Ídolo: Garrincha



  Clube de Regatas do Flamengo
  No início do Século XX, o remo era o esporte preferido no Rio. O futebol ainda não empolgava muito. Um grupo de moradores da Praia do Flamengo criou, em 17 de novembro de 1895, o Clube de Regatas do Flamengo. Já o time de futebol formou-se de uma dissidência do Fluminense. Um remador do Flamengo, chamado Alberto Borgeth, era também jogador do Fluminense. Em 1911, depois de ter conquistado o campeonato, Alberto se desentendeu com os cartolas e saiu do clube com outros nove jogadores campeões. Todos eles foram para o Flamengo, que criou seu time no dia 24 de novembro daquele ano. Como não tinha campo, mandava seus jogos no Fluminense. Depois alugou um espaço na Rua Paissandu, da família Guinle. No dia 4 de setembro de 1938, o Flamengo mudou-se para o bairro da Gávea.
   Origem do nome flamengo: o termo deriva de flamenco, que designa moradores da parte norte da Bélgica e que falam holandês ou neerlandês. Há pelo menos três versões para o nome do bairro carioca. Uma delas é que seria homenagem ao navegador holandês Oliver van Nort, conhecido como Le Blond, que esteve no Rio, no século XVII. Outra hipótese, é de que o bairro ganhou o nome devido a prisioneiros holandeses trazidos de Pernambuco e que moravam na região entre 1600 e 1699. A terceira versão é de que na mesma época haviam sido trazidos para a região muitos flamingos. Haveria tantos, que um oficial alemão relatou em um livro de memórias o voo desses pássaros de cores brilhantes.
Títulos:
Mundiais: Copa Intercontinental (1981)
Continentais: Libertadores da América (1981), Copa Mercosul (1999), Copa Ouro Sul-Americana (1996)
Nacionais: Campeonato Nacional (1980, 1982, 1983, 1987, 1992, 2009), Copa do Brasil (1990 e 2006)
Estaduais: Campeonato Carioca (33) Título mais recente em 2014


Ídolo: Zico




                      Club de Regatas Vasco da Gama
               Fundado em 21 de agosto de 1898 por um grupo de remadores, o Club de Regatas Vasco da Gama recebeu esse nome em homenagem ao quarto centenário da descoberta do caminho marítimo para as Índias. A façanha foi protagonizada pelo navegador português Vasco da Gama. No dia 26 de novembro de 1915, o clube de regatas se fundiu com o Lusitânia Futebol Clube e formou seu primeiro time de futebol. Em 1923, após vencer a Divisão de Acesso do Campeonato Carioca, ele ganhou o titulo superando os outros grandes times do Rio. Seus adversários não admitiam as derrotas e alegaram que o quadro de atletas era formado por pessoas de "profissão duvidosa" e que o clube não possuía um estádio a fim de excluí-lo do campeonato.
   Sem conseguir êxito, os clubes como Flamengo, Fluminense e Botafogo, além de outros, da Zona Sul, área de elite do Rio, se uniram e abandonaram a Liga Metropolitana de Desportos Terrestres. Em seguida, criaram a Associação Metropolitana de Esportes Atléticos, excluindo o Vasco. O clube da Cruz de Malta só poderia se filiar se dispensasse 12 de seus atletas, todos negros, sob a acusação de que teriam profissão duvidosa. Diante disso, o presidente do Vasco, José Augusto Prestes, enviou uma carta recusando-se a se submeter à condição imposta e desistindo de filiar-se à nova liga. A carta entrou para a história como marco da luta contra o racismo no futebol.
   Com a quinta maior torcida do Brasil, seguindo pesquisa do Datafolha de 2010, o Vasco tem um título da Libertadores, quatro campeonatos brasileiros, um campeonato brasileiro série B, 22 títulos de campeão carioca, entre outras conquistas.

   Quem foi Vasco da Gama
   Navegador português nascido em 1460 em Sines e morto em 24 de dezembro de 1524 na Índia, destacou-se como o comandante dos primeiros navios a navegarem diretamente da Europa para a Índia navegando a oeste e contornando a África.
Títulos
Continentais: Copa Libertadores da América (1998), Copa Mercosul (2000)
Nacionais: Campeonato Brasileiro (1974, 1989, 1997 e 2000), Campeonato Brasileiro Série B: 2009) Copa do Brasil (2011)
Estaduais: Campeonato Carioca (22) Título mais recente (2003)

        
Ídolo: Roberto Dinamite


           

SÃO PAULO
Sport Club Corinthians Paulista
   Dono da maior torcida do Estado de São Paulo e a segunda maior do Brasil, perdendo apenas para o Flamengo, o Corinthians foi fundado em 1º de setembro 1910 por cinco jovens operários do Bairro do Bom Retiro. Antônio Pereira, Carlos da Silva, Joaquim Ambrósio, Rafael Perrone e Anselmo Correia deram o nome para homenagear um clube inglês, Corinthian Casual Football Club, formado por estudantes ingleses que passara por São Paulo e Rio. Os primeiros nomes em que pensaram foi Santos Dumont, o criador do avião e Carlos Gomes, homenagem aos italianos do bairro, já que o maestro escrevia suas óperas em italiano. Decidiram-se por Corínthians porque o time inglês, assim como seu homônimo brasileiro, também havia sido fundado à luz de lampião de gás.
O símbolo oficial do Corinthians, o mosqueteiro, teve origem em 1913. Neste ano, houve uma cisão no futebol que levou vários times a criar a Associação Paulista de Esportes Atléticos. Com esse rompimento, só ficaram três times na Liga Paulista , conhecidos como os "três mosqueteiros" (Americano, Germânia e Internacional). O Corinthians pleiteou uma vaga junto a Liga Paulista de Futebol e foi aceito, tornando-se assim o "quarto mosqueteiro".
   E a origem do nome Corintians
   O Corinthian inglês foi fundado em 1882 por estudantes. O nome teve origem na palavra corinthian, que designava o cavalheiro e o nobre da Inglaterra que se dedicava ao esporte ou o patrocinava, empresariando atletas. O vocábulo, por sua vez, se originou de corinthian (em português coríntio), que significa natural da cidade de Corinto, na Grécia. Essa cidade-estado (Khóringos, em grego), era uma das pólis (cidades) helênicas e se situava no istmo de Corinto, que liga a península do Peloponeso à Ática. A cidade presidia os Jogos Ístmicos, entre atletas gregos, que se realizavam a cada quatro anos até 581 A.C. Em homenagem a essa cidade, surgiu o termo para os esportistas ingleses, passando para o clube que esteve no Brasil e inspirou o Corínthians paulista. A explicação para o plural foi o fato de que os torcedores gritavam "Go corinthians" referindo-se aos jogadores, e os brasileiros entenderam que era o clube. Até hoje, os corintianos gritam: Vai Corinthians!
Títulos:
Mundiais: Campeonato Mundial de Clubes (2000 e 2012) e Campeão da Libertadores (2012)
Nacionais: Campeonato Brasileiro (1990, 1998, 1999, 2005 e 2011), Copa do Brasil (1995, 2002 e 2009) Supercopa do Brasil (1991) Campeonato Brasileiro Série B (2008)
Estaduais: Campeonato Paulista (27) Conquista mais recente em 2013
Ídolo: Rivelino
  
 Sociedade Esportiva Palmeiras
   A história do Palmeiras começa em 26 de agosto quando o clube foi fundado com o nome de Palestra Itália por funcionários italianos das indústrias reunidas Francisco Matarazzo. O objetivo era unir todos os imigrantes italianos sob uma única bandeira que, ao mesmo tempo, representasse o grande continente de imigrantes da Itália já existente em São Paulo. Os principais idealizadores da fundação do clube foram Luigi Cervo, Luigi Marzo, Vicente Ragognetti e Ezequiel Simone (o primeiro presidente). Em 24 de Janeiro de 1915, o Palestra Itália disputou a primeira partida de sua história e venceu a equipe do Savoia, em Votorantim, por 2 a 0, com gols de Bianco e Alegretti. No ano de 1916, o Palestra Itália consegue a vaga no campeonato paulista da APEA (Associação Paulista de Esportes Atléticos).
   Em 1942, durante a II Grande Guerra, o Brasil alinhou-se ao grupo liderado por Estados Unidos e Inglaterra que combatiam o chamado eixo formado por Alemanha, Itália e Japão. Um decreto-lei do presidente Getúlio Vargas, em junho daquele ano obrigava todas as instituições esportivas que tivessem nomes estrangeiros a mudar suas denominações. O novo nome escolhido foi Palmeiras.
   Origem do nome Palmeiras: o nome é uma homenagem a um clube já extinto chamado Associação Atlética das Palmeiras, com quem o Palestra sempre teve um grande relacionamento. Além disso, aproveitou o P de Palestra que havia no uniforme. O clube tinha cores vermelho, branco e verdade (da bandeira da Itália), mas ficou só com as duas últimas, na mesma pressão feita para a troca do nome.
Títulos
Internacionais: Copa Rio Internacional (1951)
Continentais: Copa Libertadores de América (1999), Copa Mercosul (1998)
Nacionais: Taça Brasil (1960, 1967), Torneio Roberto Gomes Pedrosa (1967 e 1969) Taça Brasil (1969), Campeonato Brasileiro (1972, 1973, 1993 e 1994), Copa do Brasil (1998 e 2012), Campeonato Brasileiro Série B (2003 e 2013)
Estaduais: Campeonato Paulista (22) Conquista mais recente em 2008.
Ídolo: Ademir da Guia
   São Paulo Futebol Clube
   Fundado em 1930 e refundado em 1935 após um breve período de inatividade. Em 25 de janeiro de 1930, foi assinada ata de fundação do São Paulo da Floresta, nascido da fusão entre a Associação Atlética das Palmeiras e o Clube Athlético Paulistano (criado em 1900). No dia 25 de janeiro, comemorava-se data da fundação da cidade de São Paulo. É atualmente o time com mais vencedor no Brasil: conquistou 22 campeonatos estaduais, seis campeonatos brasileiros, três Libertadores e três mundiais.
   Origem do nome São Paulo: É uma homenagem ao estado no qual o clube foi fundado. O Estado tomou o nome do apóstolo de Jesus Cristo. O padre José Anchieta, enviado por Portugal à então colônia do Brasil, falou nesse nome em carta enviada aos seus superiores da Companhia de Jesus: A 25 de Janeiro do Ano do Senhor de 1554 celebramos, em paupérrima e estreitíssima casinha, a primeira missa, no dia da conversão do Apóstolo São Paulo, e, por isso, a ele dedicamos nossa casa." O apóstolo se chamava Paulo de Tarso, cujo nome original era Saulo. Era fariseu íntegro e obediente das leis locais e depois passou a ser a figura mais importante dos primeiros tempos do cristianismo. Morreu em 64 D.C.
Títulos
Mundiais: Campeão Mundial de Clubes (2005), Copa Intercontinental (1992 e 1993)
Continentais: Copa Libertadores da América (1992, 1993 e 2005), Recopa Sul-Americana (1993 e 1994) Supercopa Libertadores (1993), Copa Commebol (1994)
Nacionais: Campeonato Brasileiro: 1977, 1986, 1991, 2006, 2007 e 2008)Estaduais: Campeonato Paulista (21) Conquista mais recente 2005


Ídolo: Rogério Ceni, que se consagrou como o maior goleiro artilheiro do mundo superando a marca de 100 gols.




     Santos Futebol Clube
   Em 14 de abril de 1902, três esportistas santistas resolveram fundar o clube. Raymundo Marques, Mário Ferraz de Campos e Argemiro de Souza Júnior convocaram uma assembleia, por volta das 14h, na sede do Clube Concórdia para a criação de um time de futebol. Durante a reunião, foi discutido o nome para a agremiação, dentre as sugestões estavam: Concórdia, Euterpe e Brasil Atlético. Mas os participantes da reunião, por unanimidade, aceitaram a proposta de Edmundo Jorge Araújo: a denominação Santos Foot-ball Clube. Na mesma reunião foram decididas as cores do clube. O uniforme oficial escolhido era constituído por uma camisa com listras verticais azuis e brancas, separadas por um fio dourado, em homenagem ao Clube Concórdia, local daquela reunião.
   O maior nome do Santos sem dúvida foi Pelé. Edson Arantes do Nascimento chegou ao Santos em 1956 aos 15 anos, levado por Waldemar de Brito. Com Pelé e seus companheiros, entre eles Pepe e Zito, o time ganhava quase todos os títulos que disputava.
Origem do nome Santos:  O nome do clube homenageia a cidade, óbvio. Já o munícípio do litoral paulista começou a ser povoado por volta de 1540. Elevada a vila em 1545, Santos teve sua origem relacionada à chegada dos primeiros colonizadores portugueses ao Brasil, na expedição de Martim Afonso de Souza. Este veio distribuir, entre os fidalgos que o acompanhavam, as terras ao redor da Ilha de São Vicente. Dentre eles, estava Brás Cubas, que construiu, no local, um hospital nos moldes da Santa Casa de Misericórdia de Todos os Santos, de Portugal. Com isso, o povoado conhecido por Enguaguaçu passou a ser chamado de Todos os Santos e, mais tarde de Santos. Outra hipótese é de que se originaria no porto de Santos, existente em Portugal, que seria parecido com o povoado.
A palavra Santos, por sua vez, vem do latim sanctus, que quer dizer separado. Seriam aqueles que foram separados por Deus por serem limpos, íntegros, santificados.
Títulos
Mundiais: Campeonato Mundial Interclubes (1962 e 1963), Recopa dos Campeões Mundiais (1968)
Continentais: Copa Libertadores da América (1962, 1963 e 2011), Supercopa Sul-Americana de Campeões Mundiais (1968), Copa Commebol (1998)
Nacionais: Taça Brasil (1961, 1962, 1963, 1964, 1965), Torneio Roberto Gomes Pedrosa ( 1968), Campeonato Brasileiro ( 2002 e 2004) Copa do Brasil (2010)
Estaduais: Campeonato Paulista (19) Conquista mais recente em 2012

Ídolo: Pelé, o maior jogador de futebol do
mundo em todos os tempos,

com 1.283 gols em sua carreira.


MINAS GERAIS

   Cruzeiro Esporte Clube
   Assim como aconteceu com Palmeiras em São Paulo, o Cruzeiro Esporte Clube surgiu da vontade da colônia italiana de Belo Horizonte de fundar uma associação esportiva que a representasse. Em dezembro de 1920, aproveitando a presença do cônsul da Itália em Belo Horizonte, vários desportistas da colônia decidiram criar um clube de futebol. No dia 2 de janeiro de 1921, foi fundado oficialmente a Societá Sportiva Palestra Italia. As cores adotadas pelo Palestra foram as mesmas da bandeira italiana. O primeiro uniforme do clube foi camisa verde, calção branco e meias vermelhas, com detalhes em branco e verde. Em 1925, foi tirada do estatuto a cláusula que impedia a participação de atletas de outras nacionalidades no time do Palestra. O nome do clube foi aportuguesado e passou a se chamar Sociedade Sportiva Palestra Itália. Em 30 de janeiro de 1942, em plena 2ª Guerra Mundial, o governo brasileiro, por meio de decreto lei, proibiu do uso de termos e denominações referentes às nações inimigas. Neste dia, o Palestra Itália mudou o nome para Palestra Mineiro. Em seguida, o passou a se chamar Ypiranga, mas jogou só uma partida com esse nome. Em 7 de outubro de 1942, em uma reunião entre sócios e dirigentes, foi aprovado o novo nome: Cruzeiro Esporte Clube.
Origem do nome Cruzeiro: a escolha do nome foi uma homenagem ao símbolo maior da pátria, a constelação do Cruzeiro do Sul. O nome foi sugerido por Osvaldo Pinto Coelho, ex-presidente do clube. A palavra cruzeiro significa que tem forma de cruz, como ocorre com as estrelas da constelação que emprestou o nome.
Títulos
Continentais: Libertadores da América (1976 e 1997), Supercopa Libertadores (1991, 1992), Recopa Sul-Americana (1998
Nacionais: Campeonato Brasileiro (1966, 2003 e 2013 e 2014), Copa do Brasil (1993, 1996, 2000 e 2003)
Estaduais: Campeonato Mineiro (37) Título mais recente em 2014


Ídolo: Tostão



  

  Clube Atlético Mineiro
   Em 25 de março de 1908, um grupo de estudantes se reuniu no coreto do Parque Municipal, em Belo Horizonte,e criou o Clube Atlético Mineiro. Os fundadores foram Aleixanor Alves Pereira, Antônio Antunes Filho, Augusto Soares, Benjamim Moss Filho, Carlos Maciel, Eurico Catão, Francisco Monteiro, Hugo Fracarolli, Humberto Moreira, Horácio Machado, João Barbosa Sobrinho, Jorge Dias Pena, José Soares Alves, Júlio Menezes Mello, Leônidas Fulgêncio, Margival Mendes Leal, Mário Neves, Mário Lott, Mário Toledo, Mauro Brochado, Raul Fracarolli e Sinval Moreira.
   No ano de fundação, foi o primeiro time mineiro a trocar as antigas bolas de meia pelas bolas de couro. Seis anos mais tarde, conquistou o primeiro torneio de futebol realizado em Minas Gerais, a Taça Bueno Brandão. Em 1915, venceu o primeiro campeonato oficial de futebol do Estado, organizado pela Liga Mineira de Esportes Terrestres, atual Federação Mineira de Futebol.
   Curiosidade: O símbolo do Galo surgiu em 1945, quando o chargista Mangabeira, do jornal Folha de Minas recebeu a incumbência de desenhar um mascote para o Atlético. Preocupado em fazer um mascote que se identificasse com as características da torcida e do time, ele criou um galo forte e vingador, que simbolizava a bravura com que o clube jogava. "O Atlético sempre foi um time de raça, mais parece um galo de briga, que nunca se entrega e luta até morrer, disse, na época, o chargista.
Títulos
Continentais: Copa Commebol (1992 e 1997), Copa Libertadores (2013)
Nacionais: Campeonato Brasileiro (1971) Campeonato Brasileiro Série B (2006), Copa dos Campeões do Brasil (1978)
Copa do Brasil: (2014)
Estaduais: Campeonato Mineiro (42) Conquistas mais recentes em 2012 e 2013
Ídolo: Reinaldo




PERNAMBUCO

    Sport Club do Recife
   O Sport Club do Recife nasceu em 13 de Maio de 1905 no salão da Associação dos Empregados do Comércio de Recife. A idéia foi lançada pelo pernambucano Guilherme de Aquino Fonseca, que voltara de uma temporada de estudos na Inglaterra, onde se formou engenheiro em 1903. Encantado com o futebol fundou o clube, na companhia de alguns seguidores. Ele trouxe da Europa, o primeiro uniforme com as cores do time da universidade de Cambridge. Com seu próprio dinheiro, Guilherme comprou bolas, camisas, apitos e pares de botas especiais (botinas) precursoras das chuteiras e mandou fazer cópias da Foot Ball Association. O primeiro presidente foi Boaventura Alves Pinto.
Títulos
Nacionais: Campeonato Brasileiro (1987) e a Copa do Brasil (2008).
Estaduais: Campeonato Pernambucano (39) Título mais recente em 2010
Ídolo: Dario, o artilheiro Dadá Maravilha, o centroavante que "parava no ar".





    Santa Cruz Futebol Clube
   O clube foi criado por um grupo de jovens de 14 a 16 anos, que brincavam no pátio da Igreja de Santa Cruz, no Recife. Para tanto, marcaram uma reunião para a noite de 3 de fevereiro de 1914, no Distrito da Boa Vista, quando foram definidos o nome, a primeira diretoria e as cores do clube. O Santa Cruz foi fundado por Quintino Miranda Miranda Paes Barreto, José Luiz Vieira, José Glycéro Bonfim, Abelardo Costa, Augusto Franklin Ramos, Orlando Elias dos Santos, Alexandre Carvalho, Oswaldo dos Santos Ramos, Luiz de Gonzaga Barabalho Uchôa, Augusto Dorneles Câmara, para a fundação de uma sociedade de "foot-ball". As cores escolhidas foram branco e preto. Mais tarde, o clube tornou-se tricolor, incluindo o vermelho.
Origem: O nome foi emprestado da igreja que os jovens frequentavam.
Títulos
Estaduais: Campeonato Pernambucano (27) Títulos mais recentes em 2011, 2012 e 2013 
Ídolo: Nunes, centroavante


BAHIA
   Esporte Clube Bahia
   Depois que a Associação Atlética da Bahia e o Clube Bahiano de Tênis desistiram da prática do futebol, por volta de 1930, os atletas dos dois clubes queriam continuar disputando torneios estaduais. Por isso, resolveram fundar o Esporte Clube Bahia em 1º de janeiro de 1931. Eles se reuniram em um casarão da Avenida Princesa Isabel, onde discutiram estatutos, local de treinamento e questões financeiras. Depois de um baile comemorativo à entrada de 1931, o grupo voltou a se reunir em plena madrugada para fundar o Esporte Clube Bahia. Inicialmente Antunes Dantas, do antigo Clube Bahiano de Tênis, cogitou do nome Atlético Baianinho. Suas maiores conquistas são o bicampeonato brasileiro quando conquistou em 1959 (o primeiro campeonato nacional) e em 1988, duas Copa do Nordeste e 43 Campeonatos Baianos. Foi o primeiro clube brasileiro a participar da Libertadores, em 1960. O Bahia conquistou 44 títulos estaduais, contra 26 do seu rival, Vitória.
Origem do nome: Bahia se origina de baía, enseada, entrada das águas do mar em terra de forma côncava.
Títulos
Nacionais: Campeonato Brasileiro (1959 e 1988)
Estaduais: Campeonato Baiano (45) Título mais recente em 2014
Ídolo: Beijoca (Jorge Augusto Ferreira de Aragão), com 106 gols em seis anos de clube, foi o 11º maior artilheiro do Bahia em todos os tempos.


   Esporte Clube Vitória
   Fundado em 13 de maio de 1899 como Club de Cricket Vitória, o clube nasceu da iniciativa dos irmãos Artur e Artêmio Valente. Integrantes da tradicional família baiana, os dois adquiriram o gosto pelo cricket na Inglaterra, onde estudavam. Na época, esse esporte dominava a preferência dos baianos, mas era dominado pelos ingleses. Aos brasileiros restavam a tarefa de apenas repor as bolas ao jogo, como os gandulas do futebol. Por isso, os irmãos e mais alguns amigos fundaram o clube. O nome é originário do Corredor da Vitória, trecho de Salvador, onde moravam os fundadores. Esse nome surgiu durante o período da Guerra da Independência da Bahia, por onde as forças nativas marcharam quando da vitória contra o Exército português de Madeira de Melo.
Títulos: Campeonato baiano: 27. Conquista mais recente em 2013
Ídolo: o goleiro Dida, que se profissionalizou no Vitória, defendeu a seleção brasileira e atuou no Milan, da Itália.


PARANÁ


  Coritiba Football Club
  Mais um clube brasileiro fundado por alemães, Coritiba surgiu em 2 de outubro de 1909. Tudo começou pela vontade de um grupo que se reuniu no Clube Ginástico Turnvereien mais tarde Teuto Brasileiro, quando surgiu a grande novidade. Frederico Essenfelder, o Fritz, que residira um tempo em Pelotas, no Rio Grande do Sul, apareceu com o objeto da moda por lá: uma bola de futebol. A curiosidade foi geral, já que, na cidade vizinha de Rio Grande, um novo esporte oriundo da Inglaterra já existia desde 1900.
E Fritz iria transformar uma imagem de sonho em realidade. A iniciativa entusiasmou outros jovens daquela geração: João Viana Seiler, Leopoldo Obladen, Carlos Schelenker, Arthur Iwersen, Arthur Hauer (que levava toda a família), Walter Dietrich, Roberto Isckch, Rodolpho Kastrup e muitos outros. Junto a eles, um brasileiro autêntico, José Júlio Franco. Mais tarde, ele formaria um trio com Seiler e Obladen, decisivo à implantação do clube.
Origem do nome: Coritiba deriva do nome da capital paranense. Curitiba, em guarani, decorre de coretuba ou coretiba, que significa coletivo de pinheiros, pinheiral, muitos pinhões. Na fundação, o clube optou pelo nome Coritiba enquanto a cidade é Curitiba.
Origem do apelido Coxa: um torcedor do Atlético começou a chamar o jogador Breyer, do Coritiba, de coxa branca. A brincadeira ganhou corpo e, em seguida, todos os jogadores do Coritiba passaram a ser chamados de coxas-brancas pelos atleticanos. O nome pejorativo passou a ser usado pelos próprios torcedores do Curitiba. Nos anos 60, Coxa passou a ser grito de guerra da torcida alviverde.
Títulos
Nacional: campeão brasileiro (1985) campeão da série B (2007 e 2010)
Estadual: Campeonato paranaense (36) Títulos mais recentes em 2010, 2011, 2012 e 2013

Ídolo: Duílio, o maior artilheiro do Coritiba em todos os tempos, com 202 gols em partidas oficiais. É também o maior artilheiro da história do Campeonato Paranaense.




   Clube Atlético Paranaense
   O Atlético Paranaense originou-se da fusão de dois tradicionais clubes de Curitiba – o América Foot-ball Club, até então com um título paranaense, com o Internacional Foot-ball Club, o primeiro campeão estadual, em 1916. Isso aconteceu no dia 26 de março de 1924, na Rua XV, no prédio 416, com a presença de Arcésio Guimarães (Internacional), Joaquim Narciso Azevedo (América), e mais sete pessoas que fundaram o clube. Em ata, tomaram as primeiras deliberações, entre as quais definem o uniforme, que será vermelho e preto com listras horizontais, adotando as cores dos uniformes do América (vermelho) e do Internacional (preto e branco com listras verticais).
O Atlético se tornou um dos clubes mais populares do Brasil com a conquista do Brasileirão de 2001. Firmando-se como uma das grandes forças do futebol do país, repetindo ano a ano grandes campanhas. Foi vice em 2004, perdendo o titulo, nas últimas rodadas e ainda ficou com o vice campeonato da Libertadores de 2005. O apelido Furacão surgiu em 1949, quando o time ganhou o campeonato paranaense com 11 vitórias consecutivas e apenas uma derrota, o último jogo, quando o título já estava consolidado.
Títulos
Nacional: Campeonato Brasileiro (2001), Campeonato Brasileiro Série B (1995)
Estaduais: Campeonato Paranaense (22) Título mais recente em 2009
Ídolo: Belini (zagueiro que jogou no Vasco e na Seleção Brasileira (capitão do time bicampeão de 1962), foi ídolo no Atlético, onde encerrou sua carreira.
                    

SANTA CATARINA

   Avaí Futebol Clube
   O Avaí Futebol Clube foi fundado em 1923 em Florianópolis-SC. Cores azul e branco. Origem é da Batalha do Avahy, na Guerra do Paraguai.
Em setembro de 1923, um comerciante chamado Amadeu Horn conheceu um grupo de garotos praticantes assíduos de futebol que organizavam seus jogos na Rua Frei Caneca no bairro Pedra Grande. O comerciante doou um kit de futebol aos garotos que ganharam também bolas e chuteiras e ternos (camisetas listradas em azul e branco, calções azuis e meias) em homenagem ao seu time do coração, o Riachuelo. A fundação do clube aconteceu no dia 1º de setembro de 1923, na casa de Amadeu. O nome escolhido seria Independência. Arnaldo Pinto de Oliveira, que chegara atrasado, alegou que a torcida teria dificuldade para gritar esse nome em apoio ao time. Como na época ele estava lendo um livro sobre a Batalha do Avahy, da Guerra do Paraguai, sugeriu o nome e todos aceitaram. Assim nasceu o Avaí Futebol Clube. O mascote escolhido foi um leão, o que originou o apelido do clube de Leão da Ilha.
Títulos:
Nacional: Brasileiro da Série C (1998)
Estaduais: Campeonato catarinense (16) Título mais recente em 2012
Ídolo: Carlinhos


Figueirense Futebol Clube
  Um jovem chamado Jorge Albino Ramos é apontado como o autor da ideia de fundar o Figueirense. Ele conseguiu o apoio dos amigos Balbino Felisbino da Silva, Domingos Joaquim Veloso e João Savas Siridakis. O nome "Figueirense" foi sugerido por João Savas Siridákis porque a maioria das reuniões para a fundação da futura agremiação ocorria na localidade da Figueira, situada nas imediações das ruas Conselheiro Mafra, Padre Roma e adjacências. A inauguração ocorreu no dia 12 de junho de 1921 em uma residência localizada na rua Padre Roma. As cores preto e branco foram a preferência da maioria.
Os fundadores: Alberto Moritz, Agenor Dutra, Balbino Felisbino da Silva, Bruno José Ventura, Carlos Honório da Silva, Dario Silva, Dilgidio Dutra Filho, Domingos Veloso, Heleodoro Ventura, Higino Ludovivo da Silva, João dos Passos Xavier, João Lobo, João Savas Siridákis, João Soares, Joaquim Manoel Fraga, Jorge Albino Ramos, Jorge Araújo Figueiredo, Jorge Silva, Leopoldo Silva, Manoel Noronha, Manuel Xavier, Pedro Francisco Neves, Pedro Xavier, Raymundo Nascimento, Trajano Margarida, Walfrido Silva e Wlisses Carlos Tolentino.
Estaduais:  campeonato catarinense (15) Título mais recente em 2008
Ídolo: Albeneir

RIO GRANDE DO SUL

    Grêmio Foot Ball Porto-Alegrense
    No feriado de 7 de setembro de 1903, dois quadros do Esporte Clube Rio Grande realizavam uma exibição no antigo Campo da Várzea, atual Parque da Redenção em Porto Alegre. Pioneiro no país, o clube riograndino havia sido fundado em 1900 e faziam propaganda do novo esporte. Durante o jogo, a bola murchou. Cândido Dias, paulista de Sorocaba e residente na Capital, emprestou a sua bola para que a partida continuasse. Com isso, fez amizade com os atletas, que lhe ensinaram os fundamentos do esporte e os trâmites para a fundação de um clube de futebol. No dia 15 de Setembro de 1903, 31 rapazes se reuniram em um restaurante na então Rua 15 de Novembro, atual José Montauri, no centro da cidade. Carlos Boher foi eleito o primeiro presidente. Em 1904, criou o primeiro campo, na Baixada dos Moinhos de Vento, usado por 50 anos. Em 19 de setembro de 1954, inaugurou o Estádio Olímpico, no Bairro Azenha.
  O hino do clube foi criado pelo compositor Lupicínio Rodrigues. A inspiração para a frase inicial "Até a pé nos iremos", veio de uma greve nos bondes ocorrida naquele ano de 1953. 
Origem do nome: Como fica bem claro, é uma homenagem a Porto Alegre. O curioso é ter ficado conhecido como grêmio, que significa associação. Não tenho informações documentadas sobre isso, mas acredito que ocorreu devido ao fato de haver outro time, na época, chamado Fuss Ball Clube Porto Alegre. Para diferenciá-lo, passaram a chamar de Grêmio. Outra hipótese é o fato de que porto-alegrense seja um nome muito comprido. Também não descobri ainda quando foi criado o distintivo, que destaca o termo grêmio. Como curiosidade, isso também aconteceu (igualmente não sei os motivos) com outros clubes brasileiros como Sport, Atlético Mineiro, Atlético Paranaense e Esportivo (Clube Esportivo Bento Gonçalves (RS)  

Títulos:
Mundiais: Campeonato Mundial Interclubes (1983)
Continentais: Copa Libertadores (1983 e 1995), Recopa Sul-Americana (1996)
Nacionais: Campeonato Brasileiro (1981 e 1996), Série B do Brasileiro (2005) Copa do Brasil (1989, 1994, 1997 e 2001)

Estaduais: 36 campeonatos. Título mais recente em 2010.
Ídolo: Renato, autor do gol do título de campeão mundial. Foi treinador do clube em 2011.


Sport Club Internacional
   Três irmãos paulistas que haviam se mudado para Porto Alegre em 1901 foram os responsáveis pela fundação do Sport Clube Internacional. Inconformados por não terem sido aceitos como sócios nem do Grêmio Football Porto-Alegrense nem do Fussball Porto Alegre que eram privativos de descendentes de alemães, Henrique Poppe, José Poppe e Luís Madeira Poppe decidiram criar um clube em Porto Alegre. Henrique, o mais velho, conseguiu com o amigo João Leopoldo Seferin, então com 18 anos, o porão da casa da família dele para a realizar a reunião da fundação do Inter, no dia 4 de abril de 1909. Na então Rua da Redenção, 141 (atual Avenida João Pessoa), ficou acertado que o presidente do novo clube seria o militar Graciliano Ortiz. Com seu prestígio, Ortiz conseguiu local para o seu primeiro campo de futebol, na Ilhota (atual Praça Sport Clube Internacional). O nome do clube foi escolhido em homenagem a um clube paulista com esse nome, do qual os Poppe participavam antes se se mudarem para o Rio Grande do Sul.  As cores escolhidas foram vermelho e branco, as mesmas da Sociedade Venezianos, do carnaval de rua. O hino do Inter, Celeiro de Ases ("glória do desporto nacional"), foi criado pelo compositor Nelson Silva, em 1957.
Títulos
Internacionais: Duas copas Libertadores (2006 e 2010), um campeonato mundial (2006). Copa Sul Americana (2008) Dois títulos da Recopa Sul-Americana (2007 e 2011). Copa Suruga Bank, Japão 2009)
Quatro títulos nacionais: Campeonato brasileiro: 1976, 1976 e 1979 (invicto), Copa do Brasil (1992)
Estaduais: 42 campeonatos (títulos mais recentes 2011, 2012, 2013 e 2014)


Ídolo: Falcão participou dos três títulos do campeonato brasileiro, capitão no último deles. Treinou o clube por duas vezes. Na mais recente, em 2011, ficou no cargo de 11 de abril a 18 de julho.



   Guarany Futebol Clube
   Fundado num dia 19 de abril e com nome de tribo indígena, seria natural que você pensasse que o Guarany de Bagé é chamado assim por alguma homenagem aos índios. Não é. Em 1907, quando ocorreu a fundação do clube, ainda não havia Dia do Índio, criado por decreto lei em 1943 pelo presidente Getúlio Vargas.
 E a origem? Foi o seguinte: naquele 19 de abril de 1907, 11 jovens de reuniram diante da Praça da Matriz (diante igreja de São Sebastião) e decidiram fundar o clube. João Guttemberg Maciel, Viriato Bicca Nunes, Cervantes Perez, Secundino Maciel, Francisco Sá Antunes, Manoel Berruti, Carlos Martins Peixoto, Lucidio Garrastazu Gontan, Carlos Garrastazu e Gonzalo Perez escolheram o nome Guarany, em homenagem ao músico Antõnio Carlos Gomes (1836-1896), paulista de Campinas, que fez sucesso no Brasil e no mundo com a ópera O Guarany. As cores do clube são vermellho e branco.
Origem do termo Guarany: guara, em tupy-guarany, indica animal do porte do lobo selvagem. No sul do Brasil havia (não sei se ainda há) o lobo guará. Ny quer dizer gente, povo. Guarany significa povo valente, guerreiro, como o lobo selvagem. Guarra nunca faltou ao Guarany de Bagé. O que falta é apoio local e principalmente contribuição financeira. Grande parte dos moradores torce e contribui com a Dupla Gre-Nal, sem dar um centavo à dupla Ba-Gua. Além disso, quando descobrem talentos na várzea logo indicam para os times de Porto Alegre que fazem até peneiras na cidade em busca de craques.

Títulos:
Estaduais: Campeonato gaúcho (1920 e 1938), Campeonato Gaúcho Série C (1999) Campeonato Gaúcho Série B (2006)

Jornal Minuano
Ídolo: Max Ravaza, o maior goleador do Guarany, com 131 gols, no período de 1961 a 1965.




FONTES: Foram feitas inúmeras consultas na Internet, desde sites dos clubes até blogs de torcedores, pesquisas em revistas, jornais, além da memória do autor de Vidacuriosa.


Veja também: Os craques de futebol e as músicas que os homenageiam em http://migre.me/8kobF

31 comentários:

Prof. Lelo disse...

Olá, parabéns pelo post. Muito interessante em muitos clubes. Mas fiquei meio decepcionado justamente no meu Grêmio.
Ali aparece apenas a história da fundação, e quando li o título do tópico, pensei que você fosse colocar o porque escolheram Grêmio... tipo.. por ser uma agremiação, e o verdadeiro foco seria transmitir a identidade de uma agremiação de futebol de Porto Alegre, ou que o verdadeiro nome do Grêmio é Porto Alegrense, algo assim.. mas enfim... fica a observação.

Anônimo disse...

Acredito que colocar o Guarany de Bagé como o 3º time de futebol do RS e deixar de fora o SC Rio Grande, o clube mais antigo do Brasil, só pode ser por talvez ser bageense ou por não conhecer a história esportiva do RS.

vidacuriosa disse...

Sim, meu caro anônimo. Foi só por ser bajeense. Tanto conheço a história esportiva que, na história do Grêmio registro, rapidamente, que foi o Rio Grande o primeiro time de futebol do Brasil. Para não deixar o trabalho muito longo, preferi deixar a Dupla Gre-Nal e mais um. Sei que fiz "injustiça", mas mais direito de reclamar teriam os torcedores do Juventude. Enfim. Como coloquei no início, pretendo colocar mais histórias dos outros clubes e, é claro, não poderei deixar de lado o Rio Grande, terra onde moram vários parentes meus.

vidacuriosa disse...

Quero deixar aqui dois agradecimentos a partir da publicação do post. O primeiro ao Diego Figueira, editor de esportes do Diário Gaúcho, pelas observações e correções. Valeu mesmo.
O segundo agradecimento é ao David Coimbra pela divulgação do Vidacuriosa em seu blog: http://www.clicrbs.com.br/especial/rs/diario-gaucho/48,221,1,2,Blogs.html.

Mauro Castro disse...

Parabéns pela indicação do VidaCuriosa no blog do David. Grande Plinio!
Há braços!!

Anônimo disse...

Olá, Maravilhoso post, rivalidades à parte, mas gostaria de saber a origem do Grêmio Bagé.

Abraços

Parabéns mais uma vez!

Anderson

vidacuriosa disse...

Obrigado Anderson. No próximo post sobre as origens de nomes de clubes, certamente incluirei o nosso valoroso e tradicional adversário. Abraços

vidacuriosa disse...

Caro Professor Lelo. Como não havia muita curiosidade no fato de o clube se chamar Grêmio Foot Ball Porto-Alegrense, não me liguei nisso. Mas vou arrumar este post para lembrar que o Tricolor Gaúcho, assim como os dois Atléticos e o Sport, é conhecido pelo primeiro nome e não pelo terceiro, como os demais. Não sei se conseguirei descobrir o motivo disso.

Prof. Lelo disse...

Tranquilo. Aguardo a nova notificação.

Mas sinceramente confesso que sempre fiquei curioso para saber porque o grêmio é conhecio como tal, se o certo seria conhece-l como Porto Alegrense.

Abs

Anônimo disse...

Concordo com o Anônimo... Um post sobre história desses não poderia, de forma nenhuma, deixar de lado o Sport Club Rio Grande.

Gostaria de vê-lo num próximo, bem como do nosso São Paulo.

De toda forma, muito interessante.

Um abraço.

Anônimo disse...

Muito interessante,mas você esqueceu de colocar o titulo da copa sul-americana conquistada pelo inter em 2008 de forma invicta.E a origem do nome internacional,foi uma homenagem ao extinto cube paulista mas,o nome "Internacional" tinha por escopo identificar um clube em que "todos" poderiam jogar, independentemente de origem, raça ou status social.Ruy Carlos Ostermann, no livro Meu Coração é Vermelho afirma que:"O discurso de Henrique Poppe na reunião, mais do que lembrar o clube paulistano de mesmo nome, é uma clara manifestação de intenção e foi mesmo o que mobilizou aqueles jovens a comparecer a uma reunião num domingo à tarde no porão da residência da família Seferin, na Avenida Redenção, 141, correspondente ao número 1.025 da atual João Pessoa. Henrique disse o seguinte: que estava fundando um clube para brasileiros e estrangeiros. Uma clara alusão à política de discriminação dos outros clubes de futebol de Porto Alegre.”

Roberto Prato disse...

Ctrl C + Ctrl V no Wikipédia???
A descrição do Grêmio está incompleta... falta muita coisa!

vidacuriosa disse...

É Roberto, tem um pouco de cada lugar. Concordo que ficou incompleto mas a ideia é observar a curiosidade da origem do nome, não um trabalho completo sobre os clubes. Assim que tiver tempo, foi acrescentar mais coisas relativas aos nomes.

vidacuriosa disse...

Ainda vou pesquisar melhor essa questão de clube aberto a todas as raças. Até porque, os negros não participavam do clube, como também não tinham acesso aos outros de Porto Alegre. Isso só foi ocorrer bem mais tarde, embora ressalve-se, muito antes do Grêmio.

vidacuriosa disse...

Concordo com os dois anônimos. Como prometi no início do post, vou incluir, mais adiante, os clubes que despertaram curiosidade aqui. Já temos o Bagé, o Rio Grande e o São Paulo(RG).
Valeu, abrs.

vidacuriosa disse...

Ok, anônimo colorado. Foi um lapso que pretendo corrigir o mais breve possível. Muito obrigado.

Jerri disse...

Corrigindo os títulos do Grêmio.

Internacionais mais importantes:
1983 - Taça Libertadores da América
1983 - Campeão Mundial Interclubes - Japão
1995 - Bicampeão da Taça Libertadores da América
1996 - Recopa Sul-Americana - Japão

Nacionais:
1981 - Campeão Brasileiro
1989 - Campeão Invicto da Copa do Brasil
1994 - Bicampeão Invicto da Copa do Brasil
1996 - Bicampeão Brasileiro
1997 - Tricampeão Invicto da Copa do Brasil
2001 - Tetracampeão da Copa do Brasil
2005 - Campeão Brasileiro Série B

vidacuriosa disse...

Valeu, Jerri, já corrigi no post.

Alcindo disse...

Só não concordo com o título da Copa Suruga Bank, pois títulos desse quilate o Grêmio tem vários.

vidacuriosa disse...

Caro Alcindo, fui colocando títulos e nem me preocuei com comparações. De qualquer forma, está feito o seu registro.

Carlinhos Garcia disse...

1) Meus parabéns ao autor pela pesquisa.

2) Os títulos do Figueirensej não ficaram claros. Creio que os brasileiros sejam da segunda divisão.

3) O nome 'Grêmio' no centro do escudo só apareceu mais tarde quando o escudo foi modernizado. Se observarmos as versões mais antigas do escudo do Grêmio, veremos escrito: Grêmio Football Porto-Alegrense, sem a data de fundação (sendo 'Grêmio' onde hoje está '1903', 'Foot-Ball' na faixa preta, onde hoje está 'Grêmio' e 'Porto-Alegrense', onde hoje está 'F.B.P.A.')

vidacuriosa disse...

Carlinhos Garcia. Você está inteiramente coberto de razão. Obrigado pela correção. Já alterei o texto. Valeu

Gabriel disse...

Muito legal kra varias informações de utilidade

vidacuriosa disse...

Valeu Gabriel. Obrigado pelo retorno.

Dudis disse...

Excelente post!
Permita-me completá-lo...

Torço para o Coritiba, e o que ocorreu foi que na verdade, na época da fundação do clube a cidade era chamada de Coritiba.
Alias, naquela época várias reformas ortográficas foram feitas, e a cidade mudou constantemente de nome: Curityba, Corityba, Coritiba e, finalmente, Curitiba.

O que ocorreu foi que o Coxa preferiu manter o nome de criação, mesmo após a última mudança ortográfica.

Anônimo disse...

O Atlético ganhou a Libertadores em 1913? Tem tempo já hein!? 100 anos, precisando ganhar outra já kkkkk'

Cara, corrige lá: 2013.

vidacuriosa disse...

Desculpem-me atleticano anônimo e demais torcedores do Galo. Já corrigi. É claro que é 2013. rsrsrs

Anônimo disse...

kkkkk' Tudo bem. GALO SEMPRE.

Anônimo disse...

Olá! Com relação ao hino do Clube do Povo do Rio Grande do Sul, não seria "celeiro de ASES"?

vidacuriosa disse...

Perfeita correção, meu caro Anônimo do dia 7 de novembro de 1013. Já arrumei no texto. Obrigado. Eu devia estar com a cabeça nos ares quando digitei errado.

Anônimo disse...

Parabéns pelo belo trabalho, um texto maravilhoso, a história do C.R. VASCO DA GAMA é muito bonita, uma história emocionante.