quinta-feira, 6 de agosto de 2009

DIFERENÇAS NA LINGUAGEM ENTRE BRASIL E PORTUGAL

                                                        Acrescentado em 27/7/2013

Há pessoas que são providas de caráter e comportamento tão elogiáveis que, ao saírem da área de convivência da gente, deixam um vazio difícil de preencher. A jornalista Janaína Kalsing, 26 anos, é assim. Seu sorriso, seu alto astral e sua inteligência se destacam em qualquer lugar que esteja. Atualmente ela está a morar em Portugal há cinco meses, cursando o segundo semestre do Mestrado em Ciências da Comunicação - Estudos dos Media e Jornalismo, da Universidade Nova de Lisboa.
Na semana passada, mandei um email pra ela me contar como estava e aproveitei para explorá-la um pouquinho. Sempre tive curiosidade sobre as diferenças de significado de palavras entre o português do Brasil e o de Portugal e Além-Mar. Solícita, como sempre, ela me enviou uma lista, que passo a apresentar. Quem pretende conhecer Portugal, pode aproveitar essa dica para evitar alguma mancada na terra de Camões.


Em 2013, fiz o mesmo pedido ao meu ex-colega de Redação Luís Fernando Assunção, que está fazendo estágio de doutorado em Covilhã, interior de Portugal. Acrescentei na lista abaixo, alguns nomes que ele me enviou. No final do texto, comentário de Luís Fernando sobre o assunto:

No Brasil                                Em Portugal


Açougue............................... .Casa de Talho
Gari.......................................Almeida
Bobo......................................Parvo
Bonito....................................Giro

Bunda....................................Cu ou rabo
Café da manhã........................Pequeno-almoço
Cafezinho...............................Bica
Calcinha.................................Cueca
Camisa...................................Camisola
Canudinho...............................Palhinha
Casa.......................................Vivenda
Cueca.....................................Boxer

Camiseta................................T-Shirt
Celular....................................Telemóvel 
Chiclé.....................................Pastilha
Chope.....................................Imperial

Banheiro.................................Casa de banho
Estação Rodoviária...................Central de Camionagem
Fila...................................... ..Bicha
Fone de ouvido....................... Auriculares
Fofocar...................................Coscuvilhar
Garçom...................................Empregado de mesa Grampeador............................Agrafador
Injeção...................................Pica
Homem..................................Gajo
Legal......................................Fixe
Muito legal............................. Bué fixe
Gramado............................... Relvado
Guarda-chuva.........................Chapéu-de-chuva ou chapéu
Guri.......................................Puto
Milho Verde............................Milho doce
Ônibus.................................. Autocarro
Ponto (parada) de ônibus.........Paragem
Puto (chulo para homossexual).Paneleiro
Propinas................................Impostos
Salva-vidas............................Nadador salvador
Sorvete.................................Gelado
Suco.....................................Sumo
Tela (de tevê)........................Ecrã
Torrada.................................Tosta
Torcedores............................Adeptos
Time.....................................Equipa
Transplante...........................Transplantação
Trem ................................... Comboio

Xícara...................................Chávena

Outro dia vi, no blog Afro-Ibero-Pindorama, se não me falha o google, uma frase contendo algumas das expressões que não consegui relatar acima:"Ó pá, manda um canalizador para reparar o autoclisma da retrete."
Traduzindo para o português do Brasil, mais especialmente do gaúcho:
'Tchê, me manda um encanador para consertar a descarga do banheiro."

Comentário de Luís Fernando Assunção (2013):
 "Conforme o seu pedido, seguem alguns termos colhidos nas minhas primeiras semanas em Portugal. Lembrando que estou no interior do país (Covilhã), e muitas gírias, como o fixe, por exemplo, servem apenas para a capital, Lisboa. Notei também o "abrasileiramento" de termos nativos, muito em função das novelas brasileiras que fazem sucesso por aqui. Então muitas palavras brasileiras já estão sendo incorporadas ao dia a dia do português. Um exemplo: fila. Antigamente, eles falavam bicha, mas já incorporaram em seu liguajar a palavra fila. Outro exemplo é o próprio guarda-chuva, que antes só era conhecido como chapéu por aqui. Abraços.




11 comentários:

Janaína Kalsing disse...

Plínio querido, obrigada pelas doces palavras. Tu és uma das pessoas mais generosas que conheço. Não é por nada que realizas um trabalho tão importante no Diário Gaúcho.
Tenho muito a aprender contigo ainda, grande cara.
Forte abraço!

Dalva M. Ferreira disse...

Interessante. É um "sabor" diferente na fala portuguesa.

Leonel Auxiliar disse...

A propósito de um post num outro blogue http://www.omorrodesaopaulo.com.br/2010/02/blog-de-morro-de-sao-paulo-%e2%80%93-artistas-de-rua-as-ganhas/comment-page-1/#comment-3623

andei a verificar a verdade das afirmações da Sra. Janaína Kelsing e não posso deixar de ficar preplexo: para além das informações completamente erradas que essa senhora deixou no artigo publicado no post em questão, vejo agora que ainda é pior: das palavras acima "traduzidas" eis as que estão incorretas:
Brasil - Portugal
calcinha....calcinhas (cuecas é um tipo antigo de vestuario interior de homem)
camisa.....camisa
bonito.....bonito (giro é engraçado)
muito......muito (bué é calão)
bunda......rabo (cu é calão e ninguém educado usa)
injeção.....injeção (pica é linguagem infantil)
bobo.......bobo (parvo é idiota)
lugar......lugar (sítio também pode ser usado quando se refere à colocação exata de certa coisa mas o corrente é lugar)
homem.....homem (gajo é calão e pode ser insulto pelo que deve haver cuidado na sua utilização)
escada rolante....escada rolante (tapete rolante não tem degrau)
torrada...torrada (tosta só se for de queijo ou queijo e fiambre como em tosta mista)
transplante....transplante (transplantação nem sequer existe)
casa....casa (vivenda é contrução individual, sem vizinho pegado, nem em cima nem em baixo nem do lado)
salva-vidas...salva-vidas (nadador-salvador é possível mas não exacto)
guarda-chuva...guarda-chuva.
Só não consigo compreender como é que essa senhora diz tanto disparate e ninguém cuida de verificar a veracidade das suas afirmações.

Imagine as consquências de alguém ver p.ex. a tradução de homem para gajo e usar isso aqui: vai arranjar problemas decerto! Não é coisa que se faça!
Por favor informe a pessoa em questão de que se não saber o que está a dizer o melhor é ficar calada.
Faz um favor a todos!

vidacuriosa disse...

Autorizei a manifestação da pessoa que se intitulou Leonel Auxiliar apenas porque prezo o direito das pessoas de exporem suas ideias. Mesmo que tele tenha sido um pouco agressivo. Entretanto, discordo dele em vários aspectos. Em primeiro lugar, quero dizer que o post é apenas uma expressão de curiosidade. Acredito que o autor da crítica seja português. Quero explicar que a intenção foi apenas mostrar as diferenças, mas não ridicularizar ninguém. Dizer que gajo é insulto me parece um pouco estranho já que lemos isso em sites portugueses e até ouvimos os lusitanos repetirem. Camisola para significar camisa também não me parece errado. Eu próprio vi, em Porto Alegre, dois moçambicamos pedirem camisolas quando foram comprar roupas em uma loja. Concordo que tapete rolante não deve ser escada mas esteira rolante. Vou continuar pesquisando para saber se o tal Leonel Auxiliar tinha razão ou não.

Anônimo disse...

Pretty bom post. Eu só tropeçou em seu blog e queria dizer que eu realmente gostei de visitar seu blog. Em todo o caso eu vou estar assinando seu feed e eu espero que você escreva novamente em breve!

ღ Katt-chan ღ disse...

1º eu sou portuguesa :P
Concordo, tem aí umas coisas que não são pt-pt correcto mas sei isso pk sou portuguesa! Mas usam-se bastante em Portugal. "gajo" é o praticamente toda a gente usa quando (normalmente) quer insultar alguém, o correcto é homem (como o pt-br). Bué não é calão! Bué ñ é uma palavra pt-pt é de um dos países de África que falam potuguês. Usamos torrada ou tosta isso tanto faz. Acontece a mesma coisa com salva-vidas e nadador-salvador e com guarda-chuva e chapéu-de-chuva e tbm com bonito e giro e tbm com lugar e sítio. Casa tanto dá pra apartamentos (ñ sei se vcs (brasileiros usam) como vivendas. Pronto e tbm há outras coisas que não tão no pt-pt completamente correcto mas até usamos.
Quando ao pt-br aprendi muito^^
Bigada!

vidacuriosa disse...

Obrigado Katt-chan pelas observações. Em português, usamos apartamento apenas para habitações em um edifício com mais de dois andares. (Com um andar é sobrado). Usamos casa e residência para uma habitação unicelular, separada de outras casas ou prédios por muro ou mesmo por paredes. Habitualmente não usamos vivendas. Se puderes colocar mais dessas palavras eu agradeço. Eu gostaria de encontrar um post como este porém pelo viés de um português, ou portruguesa. Abrs.

Inês Marques disse...

Bem, como portuguesa, e depois de ter lido tanto o post como alguns comentários, nomeadamente da pessoa que se entitula "Leonel Auxiliar", gostaria de rectificar algumas coisas:

-"calcinhas" diz-se de facto "cuecas" em Portugal. Ninguém se refere a roupa interior como calcinha.
-Em Portugal, "camisa" tem botões, "camisola" não tem e é geralmente de mangas compridas.
-Tanto "rabo" como "cu" são expressões que não se devem usar em conversas educadas em referência ao traseiro...
-Ninguém usa "bobo" em Portugal. Dizemos "parvo", "tolo", etc; "bobo" quase nunca.
-"Vivenda" é simplesmente um tipo de casa, tal como vidacuriosa definiu: "uma habitação unicelular, separada de outras casas ou prédios por muro ou mesmo por paredes".
-Usamos "nadador-salvador" em referência às pessoas que, na praia ou piscina, se ocupam de resgatar e auxiliar pessoas em risco de afogamento. "Salva-vidas" é o que chamamos ao equipamento usado pelas autoridades no (passo a redundância) salvamento de vidas (ex: bote salva-vidas, colete salva-vidas, etc).

No entanto o utilizador "Leonel Auxiliar" tem alguma razão. "Transplantação" não é de facto uma palavra, e alguns dos exemplos de Português de Portugal são de facto calão/gíria (ex: bué, puto, gajo).

De qualquer caso, quero dar os meus parabéns ao autor do post. Como interessada nas variantes do Português, leio sempre este tipo de artigo com muita atenção, pois além de serem uma curiosidade, são uma fonte de informação e de entendimento entre as duas comunidades! Muito obrigada :)

vidacuriosa disse...

Muito obrigado pela importante participação,Inês Marques. Perfeita sua explicação sobre a diferença entre camisa e camisola. Em português do Brasil, a camisola dos portueseses é chamada de camiseta (ou resumidamente camisa, exemplo: Pelé, o homem da camisa 10). Fulano vestiu a camiseta (comprometeu-se com uma tarefa ou empresa) Neste início de 2013, assisti a uma entrevista do jogador português Cristiano Ronaldo, que referiu a expressão camisola. Além disso, havia um carta entre os torcedores (aficcionados, em Portugal, falando exatamente em camisola. Já no português do Brasil, a palavra camisola é a vestimenta usada pelas mulheres para dormir. É normalmente transparente e de um tecido fino, não necessariamente no contrário de barato mas no de ser espesso.

vidacuriosa disse...

No meu comentário anterior, onde escrevi "havia um carta", entenda como "havia um cartaz".

Léa Aragón disse...

Muito bom, Plínio. A diferença é tanta que meu pai, lá por 1960, ao chegar a Lisboa pela primeira vez, teve que se comunicar com o pessoal da imigração em inglês. Não conseguiam se entender.