segunda-feira, 2 de maio de 2016

TROCADILHANDO COM O WHATSAPP

Quem me conhece sabe que sou fissurado em trocadilhos. Para mim, não há limites geográficos ou de idioma. Agora, por exemplo, estou pegando como gancho, o gancho que o WhatsApp levou, por 72 horas, aplicado por um juiz de Sergipe e que vale para todo o país. 
Whats up. Doc (O que que há, velhinho?)
Pensando nisso, eu me lembrei da origem do nome WhatsApp, que nada mais é do que um trocadilho dos norte-americanos. Sei que muita gente conhece, mas há também quem ainda não se tocou. É o seguinte: em inglês há uma expressão, whats up? que na pronúncia dá "whatsap" e significa, em tradução livre, "O que há de novo?" "O que é que há" " O que que há, velhinho? (bordão do Pernalonga, em inglês Whats up, Doc." "Qual é a boa?" Daí, para esse aplicativo de bate papo, juntaram o Whats com o App, que é uma redução de Applicative. E deu WhatsApp. Que tal?

Nenhum comentário: