quarta-feira, 14 de outubro de 2015

UMA SURPRESA NO DIA DA CRIANÇA

No Dia das Crianças, em passava por essa travessa da foto e pensava que nem tudo estava perdido. Essa via, que liga a Rua Mazeron à Carlos Barbosa, no Bairro Medianeira em Porto Alegre ea um beco com essa árvore aí Com a construção de um corredor de ônibus na Mazeron, a duas quadras do velho Olímpico um terreno com uma casa foi comprado pela prefeitura e transformado de beco em travessa. Temi que derrubassem a bela e imponente árvore que estava no meio do caminho. Felizmente, o projeto preservou a árvore no meio dos canteiros.
 Pois foi quando eu caminhava no lado esquerdo de quem vem, no caso eu, do supermercado Pezzi, deparei-me com dois meninos negros que vinham da Vila Cruzeiro. Eram dois primos, um com oito anos e o outro com nove. O mais novo carregava nas mãos uma bola de futebol. Instananeamente, o guri que eu era fez um pedido aos meninos:
 - Joga a bola para eu dar uma cabeceada.

                                          Cena congelada

O que aconteceu a seguir?
Opção 1: Eles me ignoraram e seguiram em frente.
Opção 2 Eles me pediram dinheiro e sairam me xingando.
Opção 3 Eles con cordaram com o meu pedido.

   Se você escolheu a terceira hipótese, acertou.
                                        Descongela a cena

   O menino mais novo sorriu com seus dentes brancos e imediatamente jogou a bola alta na minha direção. Cabeceei forte. Saltaram pingos da bola molhada que até hoje eu não sei se eram gotas d'água ou lágrimas de emoção e alegria. A bola foi na direção do garoto que a pegou, como se fosse um goleiro.
 Quando eles foram saindo, eu gritei
- Obrigado! Feliz Dia das Crianças
-Obrigado, tio -  responderam os dois, sorridentes e felizes. Por um momento eu voltei no tempo, quando andava pelas ruas vestido de Papai Noel abanando e abraçando as crianças que via e entregando balas e brinquedos.

Nenhum comentário: