quinta-feira, 3 de setembro de 2015

ESCADARIA NO CENTRO HISTÓRICO ESQUECIDA PELAS AUTORIDADES

Muitos leitores dizem que jornalistas gostam de noticiar más notícias. Alguns desses são os mesmos que passam aos repórteres más notícias e cobram divulgação, geralmente quando têm interesses. Não são todos os jornalistas que adoram divulgar erros e tragédias. Mas, muitas vezes os fatos conspiram para tornar mais necessária uma denúncia do que a divulgação de algo belo ou um fato louvável. 
Digo isso pra contar que estou preparando um post para meu blog sobre alguns cantos de Porto Alegre pelos quais muita gente não passou ou não ouviu falar. Daí escolhi, entre meia dúzia, um aprazível lugar no Centro Historio por onde eu passava quando morava na Rua João Manoel: as escadarias no fim dessa rua que começa na Rua Duque de Caxias e desce para Fernando Machado. Fica a uma quadra do Palácio Piratini e da Assembleia Legislativa.
Foi então que me me dei conta de que as autoridades dali nunca passam por essa escadaria. Nem seus assessores. O mesmo digo dos vereadores; cujos confortáveis gabinetes, localizados a uns 800 metros mais ou menos mais para baixo, que por ali nunca sobem ou descem.
O motivo é o lastimável estado do local. A histórica escadaria em que a saudosa Lourdes Rodrigues costumava cantar, dá vergonha. Há algum tempo o local foi reformado. E agora é um lugar deplorável. Aqui cabe uma crítica a uma parte da população, relaxada e inconsequente. No meio da escadaria há um estágio em forma de um pequenino anfiteatro, mendigos estenderam colchões e dormem ali. Além da sujeira do topo à base, uma cascata de água fétida percorre os d
egraus. Me deu uma vergonha danada de dizer que sou morador de Porto Alegre.

Um comentário:

vidacuriosa disse...

Por um compromomisso com a verdade, informo que, poucos dias depois da publicação dessa foto, a escadaria já não apresentava esse aspecto. Não foi reformada mas, pelo menos, já não corria aquela água fétida e moradores de rua já não estavam mais naquele belvedere e não se verificava mais a sujeira mostrada. Breve colocarei aqui novas fotos do local, como parte de um post em que registro cinco cantos interessantes de Porto Alegre que praticamente ninguém nota na cidade. Aguarde