sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

UMA PIADA QUENTINHA SOBRE O FIM DO MUNDO

Um amigo meu chegou em casa ontem preocupado com tanta história sobre o 21 de dezembro e imediamente afundou na cama e dormiu como uma pedra. Quando acordou, estranhou a escuridão como ele nunca tinha visto e o silêncio aterrador. Nem os cães da vizinhança latiam.
 Depois de rezar para todos os santos e orixás e chorar, finalmente levantou-se. Ao ligar o interruptor, a primeira surpresa: a escuridão continuou. Acendeu uma vela e foi para a cozinha. Tudo continuava escuro. Pensou em um café forte e notou que, da torneira não saiu um pingo sequer.
Por sorte, que não seria tão sorte assim, havia água na chaleira. Como o micro não funcionava, ligou o fogão. E nada. Sem conseguir fazer o café, voltou para a cama, encolheu-se e ficou chorando e rezando até dormir de novo.
 Quando acordou, novamente, por volta das 8h da manhã de hoje, ufa, notou a claridade. Viu que o mundo não acabara, mas percebeu que o fim do mundo é não pagar as contas da casa.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

PARABÉNS AOS VENCEDORES DO PRÊMIO ARI 2012

A Associação Riograndense de Imprensa divulgou, no último dia 18, os nomes dos vencedores do 54º Prêmio de Jornalismo. Parabéns aos colegas merecidamente premiados por seus trabalhos apresentados neste ano de 2012.
  Eis os ganhadores:

Reportagem Geral
1º LUGAR - FILHO DA RUA, de Letícia Duarte, Zero Hora, 17 de junho de 2012
2º LUGAR - 2º Lugar - MENINOS CONDENADOS, de Adriana Irion e José Luís Costa, Zero Hora, janeiro a fevereiro de 2012.
Menção Honrosa - SAÚDE POR UM FIO: UMA LEGIÃO DE DOENTES NA ESTEIRA DOS FRIGORÍFICOS, de Cleidi Cristina Pereira, Correio do Povo, 22 de abril de 2012.

  Reportagem Esportiva
1º LUGAR – FUTEBOL ATRÁS DAS GRADES, de Carlos Corrêa, Correio do Povo, 25 de abril de 2012.
2º LUGAR – LOUCOS POR ESPORTES, de Mariana Oselame, Correio do Povo, 27 de fevereiro de 2012
MENÇÃO HONROSA - DRIBLE NA JUSTIÇA, de Paulo Germano e Francisco Amorim, Zero Hora, 22 a 24 de julho de 2012.
 
Reportagem Econômica
1º LUGAR - MARTELO SALVADOR, de Marcos Juliano Graciani, Revista Amanhã, 8 de fevereiro de 2012.
2º LUGAR - LICENÇA AMBIENTAL TRAVA COMBATE À SECA NO ESTADO, de Cleidi Cristina Pereira, Correio do Povo, 18 de janeiro de 2012.
MENÇÃO HONROSA - CRESCIMENTO SEM FREIOS – UM RUMO PARA PORTO ALEGRE, de Caroline da Silva, Jornal da Universidade, janeiro e fevereiro de 2012.

Reportagem Cultural

1º LUGAR - SAUDADE DO BRASIL, de Patrícia Rocha, Zero Hora, 15 de janeiro de 2012.
2º LUGAR - “VAI UM SARAU AÍ?”, de Paulo Cesar Teixeira, Revista Aplauso, Abril de 2012.
MENÇÃO HONROSA - UMA GERAÇÃO VAI,OUTRA GERAÇÃO VEM, do Carlos André Moreira, Zero Hora, 22 de setembro de 2012.

Crônica
1º LUGAR - TRÊS ATOS DE UMA VIDA – TORTURA, SEQUESTRO E MORTE NO FORNO, de Mário Marcos de Souza, Blog do Mário Marcos, 5 de maio de 2012
2º LUGAR - A FOTO DE DILMA, de Moisés Mendes, Zero Hora, 11 de dezembro de 2012.
MENÇÃO HONROSA - O QUE QUEREM OS QUE VÃO MORRER, de David Coimbra, Zero Hora, de 17 de fevereiro de 2012.
Fotojornalismo
1º LUGAR - CHÃO EM BRASA, de Jean Pierre Schwarz da Silva, Zero Hora, 12 de janeiro de 2012.
2º LUGAR - REFUGO, de Valdir Gomes Friolin, Zero Hora, 12 de janeiro de 2012.
MENÇÃO HONROSA - OS ÚLTIMOS CARRETEIROS, de Luís Tadeu Vilani, Zero Hora, 26 de agosto de 2012.

 Planejamento Gráfico
1º LUGAR – GASTRONOMIA, de Ana Maria Sampaio Benedetti, no jornal Zero Hora, de 21 de setembro de 2012.
2º LUGAR - UM ROUBO NÃO É UM NÚMERO. É UM TRAUMA, de Márcio da Silva Câmara, Zero Hora, 28 de outubro de 2012.
MENÇÃO HONROSA - ESPECIAL “O TEMPO E O VENTO", de Norton Voloski e Diego Borges, Zero Hora, 22 de setembro de 2012.

Charge
1º LUGAR – CONFUSÕES COM O HORÁRIO, de Gilmar Luiz Tatch – TACHO, –l Correio do Povo, 20 de outubro de 2012.
2º LUGAR – PISO SALARIAL DO PROFESSOR, de Neltair Rebés Abreu -  SANTIAGO –Jornal João de Barro, junho de 2012.
MENÇÃO HONROSA - DIA NACIONAL DA POESIA, de Moacir Knorr Guterres – MOA, Revista Almanaque Brasil, março de 2012.

RADIOJORNALISMO
 
 Reportagem Geral
1º LUGAR – DP – DELEGACIAS DO PASSADO, de Cid Martins, Rádio Gaúcha, 29 de outubro de 2012.
2º LUGAR - OS DESAPARECIDOS: AS FAMILIAS QUE ESPERAM POR CRIANÇAS E ADOLESCENTES QUE NÃO VOLTARAM PARA CASA, de Leandro Rodrigues, Rádio Band News, 29, 30 e 31 de outubro de 2012.
 MENÇÃO HONROSA - ELEIÇÃO E ASFALTO, de LEANDRO STAUDT, Rádio Gaúcha, 2 e 3 de outubro de 2012.

   Reportagem Esportiva
1º LUGAR – TERAPIA DO ESPORTE, de Mariana Oselame, Rádio Guaíba, 24 de fevereiro;  2 e 9 de março de 2012.
2º LUGAR - MISSÃO GAÚCHA EM LONDRES, de Eduardo Vieira Gabardo, Rádio Gaúcha, 27 de julho a 3 de agosto de 2012.
 MENÇÃO HONROSA - SOCIAL FUTEBOL CLUBE, de Felipe Pereira Gamba, Rádio Gaúcha, 27 de outubro de 2012.

TELEJORNALISMO
 
Reportagem Geral
1º LUGAR – MENSAGEM NA GARRAFA, de Andrei Rossetto, SBT Brasil, 5 de novembro de 2012.
2º LUGAR - HORRORES DO CÁRCERE, de Roberta Salinet, RBS TV, 5 de abril de 2012
MENÇÃO HONROSA - MÁFIA DOS CONCURSOS, de Giovane Grizotti, RBS TV – Programa Fantástico, 17 de junho de 2012.

Reportagem Esportiva
1º LUGAR – PUMAS VILA CRUZEIRO – ONDE O FUTEBOL DE VÁRZEA SE ESPELHA NO FUTEBOL PROFISSIONAL, de Fernando Becker, RBS TV, 12 de novembro de 2011.
2º LUGAR - SUPERATLETAS DEPOIS DOS 60, de Andrei Rossetto, SBT Brasil, 4 de fevereiro de 2012.
MENÇÃO HONROSA - PROJETO NOVA VIDA, de Fernando Becker, RBS TV, 19 de maio, 2, 9 e 17 de junho de 2012.

 WEBJORNALISMO
1º LUGAR – OS FARRAPOS CHEGARAM, de Gilmar Fraga, zerohora.com.br, 12 de setembro de 2012.
2º LUGAR - ADEUS, OLÍMPICO!,  de Lucas Rizzatti e Paulo Ludwig,  globoesportes.com, a partir de 19 de setembro de 2012.
MENÇÃO HONROSA - ARENA DESVENDADA, de Lucas Rizzatti e Paulo Ludwig, globoesportes.com, 19 a 22 de dezembro de 2012.
 
CONTRIBUIÇÃO ESPECIAL A COMUNICAÇÃO SOCIAL – PRÊMIO ANTONIO GONZALEZ
   Jornal Ponche Verde de Dom Pedrito
   Grupo RBS  - Projeto “A Educação Precisa de Resposta”
    ADVB-RS – Projeto “O Rio Grande do Sim”

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

DIVULGADOS OS FINALISTAS DO 54º PREMIO ARI DE JORNALISMO

A Diretoria Executiva da Associação Riograndense de Imprensa liberou, no dia 11 de dezembro, a relação dos finalistas da 54ª edição do Prêmio ARI-Banrisul de Jornalismo. São 65 indicados nas 13 categorias do concurso, que disputam os primeiros, segundos e terceiros lugares. Os dois primeiros recebem prêmios em dinheiro, troféu Negrinho do Pastoreio e diploma, enquanto o terceiro receberá Menção Honrosa. Segundo o presidente da ARI, João Batista de Melo Filho, foram inscritos 186 trabalhos. A solenidade de premiação acontecerá no dia 18 de dezembro, terça-feira, às 10h30min, no Salão Hipólito José da Costa, na Casa do Jornalista, do Edifício Alberto André - Av. Borges de Medeiros, 915 – 8º andar.

Estes são os classificados:

JORNALISMO IMPRESSO
Reportagem Geral
a) MENINOS CONDENADOS, de Adriana Irion e José Luís Costa, Zero Hora, janeiro a fevereiro de 2012.
b) SAÚDE POR UM FIO: UMA LEGIÃO DE DOENTES NA ESTEIRA DOS FRIGORÍFICOS, de Cleidi Cristina Pereira, Correio do Povo, 22 de abril de 2012.
c) 400 MINUTOS DE UM PESADELO, de José Luís Costa, Zero Hora, 15, 16, 17 e 18 de julho de 2012.
d) FILHO DA RUA, de Letícia Duarte, Zero Hora, 17 de junho de 2012.
e) O PAÍS DOS AGROTÓXICOS, de Roberto Villar Belmonte, Extra Classe, abril de 2012.

Reportagem Esportiva
a) OS DONOS DA ÁGUA, de Carlos Corrêa, Correio do Povo, 31 de outubro de 2012.
b) PAIXÃO QUE MOVIMENTA MILHÕES – CLUBES GAÚCHOS TRABALHAM PARA EXPANDIR AS RECEITAS, de Fernando Soares, Jornal do Comércio, 13 de fevereiro de 2012.
c) FUTEBOL ATRÁS DAS GRADES, de Carlos Corrêa, Correio do Povo, 25 de abril de 2012.
d) DRIBLE NA JUSTIÇA, de Paulo Germano e Francisco Amorim, Zero Hora, 22 a 24 de julho de 2012.
e) LOUCOS POR ESPORTE, de Mariana Oselame, Correio do Povo, 27 de fevereiro de 2012.


Reportagem Econômica
a) CRESCIMENTO SEM FREIOS – UM RUMO PARA PORTO ALEGRE, de Caroline da Silva, Jornal da Universidade, janeiro e fevereiro de 2012.
b) LICENÇA AMBIENTAL TRAVA COMBATE À SECA NO ESTADO, de Cleidi Cristina Pereira, Correio do Povo, 18 de janeiro de 2012.
c) COMPANHIAS AÉREAS SOB MAU TEMPO, de Fernando Soares, Jornal do Comércio, 17 de setembro de 2012.
d) ESQUENTA A BRIGA PERLA CLIENTELA DE ENSINO SUPERIOR, de Patrícia Comunello, Jornal do Comércio, 24 de setembro de 2012.
e) MARTELO SALVADOR, de Marcos Juliano Graciani, Revista Amanhã, 8 de fevereiro de 2012.

 Reportagem Cultural
a) UMA GERAÇÃO VAI,OUTRA GERAÇÃO VEM, do Carlos André Moreira, Zero Hora, 22 de setembro de 2012.
b) NA FRONTEIRA ENTRE A REALIDADE E A ARTE, de Michele Rolim, Jornal do Comércio, 18, 19 e 20 de maio de 2012.
c) SAUDADE DO BRASIL, de Patrícia Rocha, Zero Hora, 15 de janeiro de 2012.
d) “VAI UM SARAU AÍ?”, de Paulo Cesar Teixeira, Revista Aplauso, Abril de 2012.
e) CRÍTICA, UMA ARTE, de Ricardo Coelho Gruner, Jornal do Comércio, entre 17 de abril a 15 de maio de 2012.

 Crônica
a) MALALA, de Claudia Laitano, Zero Hora, de 13 outubro de 2012.
b) O QUE QUEREM OS QUE VÃO MORRER, de David Coimbra, Zero Hora, de 17 de fevereiro de 2012.
c) BENDITA CRUCIFICAÇÃO, de Diogo Olivier, Zero Hora, 29 de setembro de 2012.
d) TRÊS ATOS DE UMA VIDA – TORTURA, SEQUESTRO E MORTE NO FORNO, de Mário Marcos de Souza, Blog do Mário Marcos, 5 de maio de 2012.
e) A FOTO DE DILMA, de Moisés Mendes, Zero Hora, 11 de dezembro de 2012.

 Fotojornalismo
a) O RESGATE DA GALINHA, de Adriana Franciosi, Zero Hora, 5 de julho de 2012.
b) OS ÚLTIMOS CARRETEIROS, de Luís Tadeu Vilani, Zero Hora, 26 de agosto de 2012.
c) CHÃO EM BRASA, de Jean Pierre Schwarz da Silva, Zero Hora, 12 de janeiro de 2012.
d) EU QUERO SER LIVRE, de Tarcila Oliveira Pereira, Correio do Povo, 16 de outubro de 2012.
e) REFUGO, de Valdir Gomes Friolin, Zero Hora, 12 de janeiro de 2012.

Planejamento Gráfico
a) DESIGN DE LONDRES PARA OS JOGOS OLÍMPICOS, de Aluisio Brito Pinheiro, Zero Hora, 28 de julho a 13 de agosto de 2012.
b) GASTRONOMIA, de Ana Maria Sampaio Benedetti, no jornal Zero Hora, de 21 de setembro de 2012.
c) 240 PRAZERES, de Norton Voloski e Diego Borges, Zero Hora, 26 de março de 2012.
d) UM ROUBO NÃO É UM NÚMERO. É UM TRAUMA, de Márcio da Silva Câmara, Zero Hora, 28 de outubro de 2012.
e) ESPECIAL “O TEMPO E O VENTO", de Norton Voloski e Diego Borges, Zero Hora, 22 de setembro de 2012.

 Charge
a) AVILTADA, de Augusto Frank Bier – BIER – Site do Sindibancários, 8 de agosto de 2012.
b) CONFUSÕES COM O HORÁRIO, de Gilmar Luiz Tatch – TACHO, –l Correio do Povo, 20 de outubro de 2012.
c) DEPOIS DO GOLPE NO PARAGUAI, de Neltair Rebés Abreu - SANTIAGO – Extra Classe, agosto de 2012.
d) DIA NACIONAL DA POESIA, de Moacir Knorr Guterres – MOA, Revista Almanaque Brasil, março de 2012.
e) PISO SALARIAL DO PROFESSOR, de Neltair Rebés Abreu - SANTIAGO –Jornal João de Barro, junho de 2012.

 RADIOJORNALISMO

01) Reportagem Geral
a) MACONHA: DO CRIME À LIBERAÇÃO, de Filipe Peixoto da Silva, Rádio Bandeirantes, 14 de junho de 2012.
b) 100% CIDADÃO, de Paulo Rocha, Rádio Gaúcha, 19 a 14 de setembro de 2012.
c) OS DESAPARECIDOS: AS FAMILIAS QUE ESPERAM POR CRIANÇAS E ADOLESCENTES QUE NÃO VOLTARAM PARA CASA, de Leandro Rodrigues, Rádio Band News, 29, 30 e 31 de outubro de 2012.
d) ELEIÇÃO E ASFALTO, de LEANDRO STAUDT, Rádio Gaúcha, 2 e 3 de outubro de 2012.
e) DP – DELEGACIAS DO PASSADO, de Cid Martins, Rádio Gaúcha, 29 de outubro de 2012.

 02) Reportagem Esportiva
a) MISSÃO GAÚCHA EM LONDRES, de Eduardo Vieira Gabardo, Rádio Gaúcha, 27 de julho a 3 de agosto de 2012.
b) JORGE MENDES – O JORNALISTA DE TODAS AS GERAÇÕES, de Gilberto Chaves dos Santos Júnior, Rádio Guaíba, 28 de outubro de 2012.
c) ESPÍRITO OPLÍMPICO, de Mariana Oselame, na Rádio FM Cultura, 22 de agosto de 2012.
d) TERAPIA DO ESPORTE, de Mariana Oselame, Rádio Guaíba, 24 de fevereiro; 2 e 9 de março de 2012.
e) SOCIAL FUTEBOL CLUBE, de Felipe Pereira Gamba, Rádio Gaúcha, 27 de outubro de 2012.

 TELEJORNALISMO
Reportagem Geral
a) MÃES NO CÁRCERE, de Nathália Tissot Fruet, BAND TV, 11 de maio de 2012.
b) MÁFIA DOS CONCURSOS, de Giovane Grizotti, RBS TV – Programa Fantástico, 17 de junho de 2012.
c) A AÇÃO DOS COIOTES NA FRONTEIRA DO RS, de Fábio Almeida, RBS TV, 16 de setembro de 2012.
d) MENSAGEM NA GARRAFA, de Andrei Rossetto, SBT Brasil, 5 de novembro de 2012.
e) HORRORES DO CÁRCERE, de Roberta Salinet, RBS TV, 5 de abril de 2012.

 Reportagem Esportiva
a) À PROCURA DE LEANDRO DAMIÃO, de Rafaela Meditsch dos Santos, RBS TV,
3 de junho de 2012.
b) PROJETO NOVA VIDA, de Fernando Becker, RBS TV, 19 de maio, 2, 9 e 17 de junho de 2012.
c) UMA DESPEDIDA MONUMENTAL, de Francisco Garcia Borges, TV BANDEIRANTES, 27 de outubro de 2012.
d) PUMAS VILA CRUZEIRO – ONDE O FUTEBOL DE VÁRZEA SE ESPELHA NO FUTEBOL PROFISSIONAL, de Fernando Becker, RBS TV, 12 de novembro de 2011.
e) SUPERATLETAS DEPOIS DOS 60, de Andrei Rossetto, SBT Brasil, 4 de fevereiro de 2012.

WEBJORNALISMO
a) EXPEDIÇÃO À PATAGÔNIA, de Danton José Boatini Jr, Site do Correio do Povo, 28 de janeiro a 5 de fevereiro de 2012.
b) OS FARRAPOS CHEGARAM, de Gilmar Fraga, zerohora.com.br, 12 de setembro de 2012.
c) ADEUS, OLÍMPICO!, de Lucas Rizzatti e Paulo Ludwig, globoesportes.com, a partir de 19 de setembro de 2012.
d) NOVO CENÁRIO NOTURNO FAZ CIDADE BAIXA SE REINVENTAR, de Mauro Belo Schneider, Site do Jornal do Comércio, 31 de outubro de 2012.
e) ARENA DESVENDADA, de Lucas Rizzatti e Paulo Ludwig, glob

domingo, 9 de dezembro de 2012

Juliano (de tiara) esperou 15 anos para ver show de Madonna
Raul otimizou o tempo e aproveitou para ler um livro

Para alguns é loucura, mas, para eles, o nome disso é paixão. Ficar horas e até mesmo dias em uma fila, passando por todo tipo de desconforto, é uma espécie de autoflagelação, como se não merecesse estar ali, curtindo aquilo que, para eles, é estar no paraíso. É isso, certamente, o que sentem os fãs de Madonna que começaram a se instalar diante do Estádio Olímpico há exatamente uma semana, esperando o melhor lugar no estádio para o show que começa às 20h deste domingo.
 Um exemplo desses é o do recepcionista de estética Juliano de Oliveira, 23 anos. Ele e amigos foram os primeiros a acampar na calçada da Avenida Carlos Barbosa, na frente do Estádio Olímpico, no domingo passado. Na verdade, Luciano chegou ao local às 8h de segunda-feira. Neste domingo, por volta de 11h, ele estava ali, lépico e faceiro, sem demonstrar qualquer cansaço ou mostra de sofrimento sob um sol de 30 graus.
– Faz 15 anos que aguardo por esse momento – comentou, para Vidacuriosa, eufórico e, por que não dizer, emocionado.
 Ele estava entre as centenas de fãs que aguardavam pacientemente na fila, a maioria em barracas ou sob guarda-sóis. Em cadeiras de praia e igualmente protegidos dos raios solares, os amigos Raul Zimmermann e Leonardo Bertoldi, ambos com 18 anos e estudantes de Arquitetura, aguardavam o momento de assistir ao show da cantora. Raul, diferenciando-se dos demais fãs, ocupava o tempo com a leitura. Alheio à balburdia, não tirava os olhos do livro Apanhador no Campo de Centeio, de J.D.Salienger, publicado pela primeira vez em 1951 e transformado em best seller pela juventude. Perguntado sobre o show de Madonna, preferiu passar a palavra a Leonardo, que, pego de surpresa, disse estar sem palavras.
 
Senira faz sinal positivo e diz que tornou sonho em realidade


No outro lado do Olímpico, apenas sob guarda-sóis, guarda-chuvas e sombrinhas, centenas de fãs aguardavam na fila junto ao muro do lado oeste e sul, na Rua Gastão Mazeron. A funcionária pública de Gravataí, Senira Fossatti, 45 anos, saiu de casa em Canoas e chegou ao Olímpico às 8h deste domingo, na companhia da irmã, Sandra, 49. Senira tem uma filha de 20 anos, mas a menina não veio. Ela não gosta de Madonna.  Por isso, Senira, essa sim, fã da cantora há bastante tempo, veio com a irmã e aguardava ansiosa pelo momento em que os portões abrissem, às 16h.

Fãs aguardaram ansiosos a hora de abertura dos portões
No entorno do Olímpico, como nos dias de grandes jogos, circulavam cambistas, guardadores de carros e vendedores de alimentos. Os ingressos variavam entre 500, 200 e 300 para as cadeiras nas mãos de cambistas de diversos tipos, desde o malandro já especializado pelos jogos de futebol, até mulheres bem arrumadas que alegavam ter desistido do show.


 
Familia empurra tina com rodas cheia de bebidas e gelo
 
 
Foi um fuzuê, felizmente tranquilo, pelo que Vidacuriosa pôde observar nesse período, próximo do meio-dia. Esse foi o último evento do Estádio Olímpico, que já foi substituído pela Arena, do Parque Humaitá, na Zona Norte. Como quase todo mundo sabe, o local será implodido e dará lugar a um complexo comercial e residencial. O Bairro Medianeira ficará bem mais tranquilo, mas certamente o Olímpico deixará saudades, mesmo em quem não é gremista.

sábado, 8 de dezembro de 2012

MUDANÇAS NO BAIRRO MEDIANEIRA

Ao fundo, o Estádio Olímpico, que dará lugar a um conjunto comercial
Morador das proximidades do Estádio Olímpico, já vendido dentro da transação que permitiu a construção da Arena, no Parque Humaitá, acompanho com interesse as obras que estão sendo realizadas na área do Bairro Medianeira. Além do novo empreendimento que será erguido no local, após a implosão do Olímpico, modificações de trânsito na área também serão significativas com a criação de um novo complexo viário que utilizará a Rua Gastão Mazeron, estendendo-se até a Vila Cruzeiro do Sul para se encontrar com duplicação da Avenida Tronco. Será uma radial que começará na Avenida Icaraí, próximo ao Hipódromo e ao Barrashopping e seguirá, passando pela Gastão Mazeron e indo até a Terceira Perimetral, na Avenida Teresópolis. As obras fazem parte de um plano de organização do trânsito para enfrentar o movimento de surgirá com a realização da Copa de 2014, que tem Porto Alegre como uma das cidades-sede.



Iniciada parte da canalização do arroio. Ao fundo, o Centro de Umbanda
Neste sábado (8), observei as obras que já estão sendo feitas na Rua Gastão Mazeron, que é uma continuação da Avenida Erico Verissimo, também conhecida como Cascatinha, a partir da rótula do Papa. Essa rua passa pelos fundos do Estádio Olímpico. Por enquanto, a Mazeron é uma rua sem saída, mas deverá ser alargada e se estender até a Avenida Cruzeiro. Na parte em que ainda é sem saída, já estão sendo realizadas obras (veja fotos) para a canalização de esgotos pluviais que, até então, eram a céu aberto. Desapropriações de residências já estão ocorrendo para permitir a abertura da rua.O curioso é que bem nesse local está o Centro de Umbanda Reino de Oxalá, do pai Cleon. Coincidência ou ajuda dos orixás, o certo é que o centro não precisará deixar o local. Uma parte de sua edificação, porém, terá de dar lugar à continuação da Rua Gastão Mazeron, mas a instituição vai continuar ali, no terreno que se estende até a Rua Mariano de Matos.
Árvore foi marcada para ser retirada do local
 Outra curiosidade são as marcações das árvores que deverão ser removidas para permitir o alargamento da via. Inscrições em vermelhos indicam quais deverão ser retiradas do local para permitir a realização das obras.


Crianças se divertem com as manilhas que serão enterradas

domingo, 2 de dezembro de 2012

QUASE DUAS CENTENAS DE TRABALHOS CONCORREM AO PRÊMIO ARI 2012

Jornalistas, parentes e fãs desses profissionais aguardam, com ansiedade, o dia 19 de dezembro, quando serão anunciados os vencedores da 54ª Edição do Premio Ari de Jornalismo. Este é o mais importante concurso sobre trabalhos de comunicação no Rio Grande do Sul e um dos maiores no país.
 Neste ano, um total de 184 matérias foram escritas e inscritas. Conforme o jornalista Antonio Goulart, este número ficou dentro da média dos últimos anos.
Na primeira semana de dezembro, a comissão formada para julgar os trabalhos deverá se reunir para iniciar a análise do material inscrito. A entrega dos troféus e diplomas está prevista para o dia 19, data em que se comemoram os 77 anos  de criação da  Associação Riograndense de Imprensa.
Se você quiser saber ou relembrar quem foram os ganhadores da  edição mais recente do Prêmio Ari, clique em http://migre.me/catWD .








 

 

sábado, 1 de dezembro de 2012

UMA HISTÓRIA EMOCIONANTE NA PREFEITURA DE GRAVATAÍ

Com seu "tablet" e muita disposição para "trabalhar" (Foto Plínio Nunes)
Chiquinho é um jovem com Síndrome de Down bastante conhecido em Gravataí. Suas deficiências mentais não o impedem de andar por toda a cidade, conhecer e ser conhecido por todos. Uma das coisas que ele mais gosta é de visitar a prefeitura, principalmente o assessor jurídico Fernando Zandonai. Luiz Francisco Mendes é tratado com muito carinho e alegria por todos, especialmente Zandonai. Amigo da família de Chiquinho, os dois brincam e riem o tempo todo:
     - Te ajeita cabeção!
     - Eu não sou cabeção, tu que é cabeçudo, Fernando!
     Zandonai também é uma figura. Advogado, dono de um haras em Gravataí, tem histórias bem interessantes. Amigo do diretor de novelas da Globo Jayme Monjardim, teve os cavalos de sua propriedade utilizados nas gravações da minissérie A Casa das Sete Mulheres. Ele próprio, Fernando, participou como ator do filme. Fez o papel de Domingos José de Almeida, o chefe administrativo dos Farrapos, ministro da Fazenda da República de Piratini.
     Voltando a falar do Chiquinho, ele é o cara. Um dia, ele apareceu na sala de Fernando Zandonai e aguardou por ele. Cabelo lambido, vestia fatiota e chinelos de dedo. Sentou-se na cadeira do amigo e, conversando com os outros funcionários, informava, com o sorriso permanente no rosto:
- Vou trabalhar no lugar do Fernando.
     O assessor jurídico havia colocado uma plaquinha de papel na mesa dele com a inscrição: Chefe Francisco. Chiquinho trouxera uma máquina calculadora pequena, em desuso, na qual Zandonai escreveu: Tablet do Chiquinho. O rapaz era o retrato finalizado da felicidade. Incorporou de tal forma o cargo que, uns dias depois, notou que um advogado chegara um pouquinho atrasado e, ali na sala, passou uma carraspana nele como um legítimo chefe de setor.
     A visita quase diária ao prédio sempre enche os funcionários de alegria. Uma retribuição a essa alma especial foi feita na tarde de sexta-feira quando ele comemorou seu aniversário de 44 anos com uma festa da maneira como havia desejado, no gabinete do prefeito Acimar Silva. Teve direito a bolo, refrigerantes, ganhou um Papai Noel de presente movido a corda e até foto no site da prefeitura. Emocionado, fez discurso agradecendo a todo mundo e, especialmente ao pai, e à mãe, que estava presente. Foi um dia memorável na minha história.

Festa com bolo, refrigerantes, presente e até discurso (Foto Divulgação PMG)