quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

SOBRE PRIVACIDADE E CURIOSIDADE


A velhinha entrou na 15ª DP e foi pedindo providências à polícia. Era um absurdo, segundo ela, o que acontecia em uma determinada rua do Bairro Partenon. Um exibicionista costumava andar nu na sala de sua própria casa diante de um janelão de vidro permanente aberto e sem cortinas. Algo precisava ser feito, disse a mulher ao policial de plantão. O escrivão pediu-lhe calma. Primeiro seria feito o registro e depois então, a polícia iria até o local. Se fosse o caso, o homem poderia ser preso e depois processado por atentado ao pudor.
     Enquanto pegava os dados para a ocorrência, o policial estranhou o fato de a  residência da idosa ficar no bairro Glória, a mais de dois quilômetros da casa do tal exibicionista:
     - A senhora mora em um bairro, e o caso acontece em outro, minha senhora. Como é que a senhora sabe...
- Ah – interrompeu a velhinha – é que eu tenho um binóculo!
(Não lembro de onde tirei isso, que me veio à lembrança assim, sem mais nem menos)

2 comentários:

Letras Saltitando disse...

HAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAAHHAHAAH!!!!!!!

Puxa vida... o homem andando nu dentro de casa, e a velha de binoculos, kkkkkkkkkkk

Jorge Ramiro disse...

Eu gosto de contar histórias. Eu sou um eletricista e moro em Natal