segunda-feira, 14 de novembro de 2011

O GOOGLE E O FACEBOOK

                                                       Acrescentado em 12/5/2012
Quando conheci o Google, fiquei maravilhosamente impressionado com o ganho de informação com rapidez. É só pôr uma palavra-chave e lá vêm montanhas de informações. Basta separar o joio do trigo. Com ele, dá para saber, às vezes, quem comete plágio e quem é o verdadeiro autor de frases, textos ou fotos. Mais recentemente, fiquei encantado com o Facebook pela oportunidade de encontrar velhos amigos e fazer novos.
 Também me divirto com a possibilidade de publicar impunemente (nem tanto assim) as minhas bobagens. Resolvi reunir as frases que cometi, correndo o risco sem importância de ser ignorado ou mais grave, de ser bloqueado. Mas, enfim, assim como neste blog, posto o que quiser. Quem gostar, legal. Quem não gostar, azar.


* Ser avô é ficar sabendo quase tudo sobre dinossauros sem ser paleontólogo.
* Eu sou pela Justiça e não levo ninguém pra compadre, nem o padrinho do meu filho, nem o pai do meu afilhado.
* Não sou supersticioso porque tenho convicção de que ter algum tipo de superstição dá um baita dum azar.
* Contrariando ditado antigo: Existem conselhos bons sim. Se não forem bons, não serão conselhos, mas sim meros palpites ou obras de mal-intencionados. Para alguém que a gente ama, um bom conselho não se vende, dá-se e ganha-se de volta a felicidade de ter ajudado.
*Não me atraem os holofotes. Quem se atrai pelos holofotes são as mariposas e os cascudos. Eles não têm a utilidade das abelhas nem o labor das formigas.
* Contrariando muita gente que conheço, arrependo-me por muita coisa (errada) que fiz e quase nada pelo que deixei de fazer. É que sei os prejuízos que tive com o que fiz e não há como ter ideia do que aconteceu por eu ter deixado de fazer.
* O ser humano é uma máquina que vem da fábrica sem manual de instruções nem recall.
*Os ditados antigos vão ficando desconhecidos para as novas gerações porque os mais antigos não os repetem por acharem que já são por demais conhecidos.
* Eu não perco o amigo por causa de uma boa piada. Se perdi algum, é porque não era meu amigo.
* Conselho que eu mesmo tento seguir: não me abaixar demais para não pagar cofrinho, mas não andar de nariz empinado para não pisar em buracos da calçada nem em cocôs de cachorro.
*Não é que eu seja convencido, mas um monte de gente vem batendo palmas para mim. Coincidentemente, isso acontece desde que estragou a campainha lá de casa.
* Consertei a campainha. Obrigado pelas palmas.
* Sonhei que jogava futebol e acordei cansado. Já não tenho preparo físico nem mesmo para sonhar.
* Achei que iria ganhar uma boa grana com humor. Me faltou competência. Só consegui uns trocadilhos.

2 comentários:

vidacuriosa disse...

Dalva, deu um problema no teu comentário. Podes repetir?

Anônimo disse...

Claro! Eu dizia que gostei das frases, especialmente a que fala das mariposas, e que também sou uma fã de carteirinha do google. Uma dica: vai ao google, mapas, escreve Pompeia, Italia, street view nas ruínas. Menino, eu fico horas olhando aquilo tudo e imaginando... eu viajo sem sair da minha sala!