terça-feira, 8 de novembro de 2011

DESAPARECIMENTO MISTERIOSO NA ZONA SUL DA CAPITAL

Cristiane está sumida desde o dia 27 de outubro
A Polícia Civil gaúcha está com mais um mistério de desaparecimento para resolver. Desde o dia 27 de outubro, Cristiane Oliveira de Oliveira, 32 anos, residente no Bairro Restinga, na Capital, está sumida. Funcionária de uma farmácia e em licença de saúde há seis meses por causa de uma tendinite no pulso direito, Cristiane foi vista pela última vez depois de ter deixado a filha Gabriela, de sete anos, à uma da tarde, no colégio e ter seguido, de bicicleta para ver como estavam as obras de sua casa no Bairro Lajeado, também na zona sul da Capital.

   Após registrar o desaparecimento de Cristiane, a família passou a procurar pelas ruas buscando alguma informação que permita descobrir o que aconteceu com ela. Os familiares alugaram até um helicóptero, que sobrevoou o local onde ela foi vista pela última vez, mas nenhum resultado foi obtido.
   Um pedreiro que trabalha nas obras da nova casa, disse à família que Cristiane esteve no local, deu banho no cachorro e saiu dizendo que iria buscar a filha no colégio. Ao ouvi-lo, policiais descobriram que ele era foragido da Justiça por furto e ficou detido.
   Cristiane não foi mais localizada. Conforme a família, ela vestia uma camiseta branca, calça legging preta e boné de cor laranja. A bicicleta branca e azul que ela utilizava também não havia sido encontrada até ontem. Angustiados, os familiares dela ¬- pais e sete irmãos - já fizeram buscas nos hospitais da cidade e região e colocaram cartazes com a foto dela para tentar localizá-la. Policiais da 16ªDP e da Delegacia de Homicídios e Desaparecidos investigam o caso.
   O marido de Cristiane, Rodrigo Veloso Freitas, 30 anos, disse que ela não tinha qualquer problema, que pudesse levar a um desaparecimento voluntário:
   - Ela não bebia e não fumava. A gente não brigava, só as brigas normais de casal, nada alarmante – comentou Rodrigo, acrescentando que tudo estava pronto para a mudança e que o casal e a filha passariam o Natal na nova casa.


Qualquer informação para ajudar a localizar Cristiane ou descobrir o que houve com ela poderá ser dada para a polícia ou para o telefone da família, 8565-7376.
* Com informações do Diário Gaúcho

11 comentários:

Anônimo disse...

Se eu fosse marido dela e as autoridades competentes no caso, demoliria aquela obra toda para ver se ela nao esta la, lembram do caso elisa samudio.
Olha o sofrimento dessa familia...

vidacuriosa disse...

Concordo contigo anônimo. A menos que haja alguma informação que ainda não sabemos. Quando surgir algo, atualizarei o blog...

Daiani v. de freitas disse...

Ola para todos!!!
Vc tem razão vidacuriosa,nem a familia tem informações sobre o caso,mas posso a firmar que foi feita todo o tipo de investigação possíveis no caso da minha cunhada,foram investigados todas as pessoas que TALVES pudesse ter algum envolvimento com o caso,descartados todos os possíveis envolvidos.
Em relação a casa,foram tambem feitas todas as investigações,até no açude eles entraram,sem sucesso.Porém,ela foi vista pela última vez em um armazém,ja na saída para a restinga por volta das 15:35 da tarde.Ainda temos a esperança que encontraremos ela com vida.
Gostaria de fazer uma observação:
Pessoas falam coisas que nao sabem e ferem pessoas que não merecem,então vamos deixar que a delegacia de homicidios resolva o caso,confiamos na inteligência da policia,não sabemos de nada novo no caso,só queremos a verdade para que possamos seguir com tranquilidade e paz,isso tudo mexeu com a paz da nossa familia.Desejo de coração que consigam achar minha cunhada,para que meu irmão possa seguir e refazer a vida dele e de minha sobrinha

Agradeço de coração esse espaço para que saibam que tudo esta sendo feito...

Grande abraço

Daiâni freitas

vidacuriosa disse...

Obrigado,Daiâni Freitas. Peço-te que me mantenhas informado e me coloco à disposição para ajudar no que for preciso. Podes ficar tranquila porque só coloco informações confirmadas e jamais publico fofocas ou comentários mal intencionados ou doentios.
Abraços

Daiani v. de freitas disse...

Sei disso,confio no seu profissionalismo,por isso,sempre que a família obtiver alguma informação concreta sobre o caso dela,vou lhe informar,para que possa atualizar seu blog,mais uma vez agradeço pelo espaço.

Grande abraço.

Daiâni Freitas

Anônimo disse...

hoje faz 1 ano que ela desapareceu...sem quaisquer noticias,continuamos a divulgar em todas as redes sociais para que possamos ter alguma noticias da minha cunhada..fica aqui a indiguinaçao,de uma familia com a segurança pública,e com o interesse em encontrar uma pessoa que pagava seus impostos em dia,mae de familia,filha e esposa,pra eles é só mais uma na lista,e menos uma pra receber beneficio.um grande abraço

Daiani Velloso de Freitas

Daiane Oliver disse...

Hoje está completando 2 Anos que a minha está desaparecida nao sabemos nada ainda o que aconteceu com ela continua tudo na mesma.

vidacuriosa disse...

Olá,Daiane. Atualmente não estou em nenhum órgão de comunicação. Trabalhei por 11 anos no Diário Gaúcho e saí de lá há dois anos. Sugiro que vocês entrem em contato com a editoria de Policia do DH e peçam para eles fazerem uma nova notícia.Quem sabe isso não irá fazer a polícia se mexer ou alguém dar alguma pista para ajudar a esclarecer o caso. Quanto a mim, tenho vontade de publicar novamente aqui no meu blog. Gostaria que me atualizassem dos fatos. Houve alguma notícia nova sobre o caso? Mesmo que nenhuma novidade tenha surgido, vou colocar aqui e no Faceboo algo sobre o desaparecimento dela. Fico no aguardo. Abrs

Restinga Urgente disse...

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=228586077336001&set=a.119064764954800.1073741828.100005538313689&type=1&theater

Restinga Urgente disse...

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=228586077336001&set=a.119064764954800.1073741828.100005538313689&type=1&theater

Daiani v. de freitas disse...

acho que tudo que for feito em relação ao desaparecimento de minha cunhada será de boa valia,se ajudar seria melhor,pois vivi e vivo com esta duvida e sou pessoalmente e emocionalmente envolvida no caso,fui injustiçada também e fico só no aguardo do término deste caso para dar andamento na retratação de algumas pessoas mais envolvidas no caso...primeiro,estou sempre em contado com a delegacia q esta cuidando do caso dela,para ajudar com o que sei e vi na época,mesmo sendo brutalmente acusada e fatalmente afetada com este desaparecimento,estou sempre atualizando informações através de recordações da família e pessoal minha....só quero que ela apareça e esteja bem..mesmo que esteja com outra pessoa,apareça,pra dar conforto pra quem sofre com a ausência dela...abraços e continuamos na luta