sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

OUTRA CURIOSIDADE RELIGIOSA: A ORIGEM DA MISSA DO GALO

Quando eu era mais novo, a religião fazia parte da vida das pessoas com mais intensidade, algo que acontece hoje, digamos, com o futebol. Uma das coisas que me deixavam curioso era a tal Missa do Galo. Era (e é) rezada à meia-noite de 24 dezembro. Ao ouvir o nome, eu ficava intrigado porque já assistira a algumas delas e nunca vi um galináceo sequer.
 Mais uma vez o livro Curiosidades (Como se aprende, distraindo-se), de Valmiro Rodrigues Vidal, 6ª edição, 1963) saciou a minha curiosidade. Vejam só:

 Diz-se que foi São Francisco de Assis quem criou a chamada "Missa do Galo", ato religioso que se pratica no dia de Natal. Segundo alguns autores, o santo teria construído, nas proximidades do seu templo, o primeiro presépio, para lembrar aos fiéis o ambiente em que nasceu Jesus. Para maior realce da solenidade cristã, ele mostrava o presépio à meia-noite, exatamente na hora simbólica da Natividade. O ato era acompanhado de uma missa.
      O galo canta habitualmente às primeiras horas da madrugada. O povo então, ao ouvir o canto do galináceo durante a solenidade religiosa e levado à crença de que o galo à meia-noite do dia 24 de dezembro anunciava o nascimento de Jesus, deu à prática de São Francisco o pitoresco nome de missa do galo. Não há certeza sobre essa história.

São Francisco de Assis era um frade italiano, canonizado em 1228, dois anos após a sua morte. Dedicou-se ao apostolado das missões e criou a ordem dos frades menores. Ele morreu em 1226, com a idade de 44 anos.

Nenhum comentário: